sábado, 25 de janeiro de 2014

PROTEÇÃO CONTRA DEPRESSÃO


A prática de meditação regular ou mesmo uma prática religiosa pode proteger o cérebro contra depressão, de acordo com um novo estudo que associou a prática dessas atividades com um espessamento do córtex cerebral. A proteção pode ser ainda maior quando há alguma predisposição genética para a doença, segundo uma nova pesquisa liderada por pesquisadores do departamento de Psicologia Clínica e do Spirituality Mind Body Institute at Teachers College, da Universidade de Columbia.

O estudo envolveu 103 adultos em situação de risco alto ou baixo de depressão, com base no histórico familiar. Os sujeitos foram perguntados sobre como eles valorizavam a religião ou espiritualidade. Exames de ressonância magnética do cérebro mostraram córtex mais espesso em indivíduos que colocaram uma grande importância na religião ou espiritualidade do que aqueles que não o fizeram. O córtex relativamente mais espesso foi encontrado precisamente nas mesmas regiões do cérebro em que havia uma forma de desgaste em pessoas com alto risco de depressão.

Embora mais pesquisas sejam necessárias, os resultados sugerem que a espiritualidade ou religião podem proteger contra depressão pelo maior espessamento do córtex cerebral e neutralizar o afinamento cortical que ocorreria normalmente com depressão maior. O estudo, publicado em 25 de dezembro de 2013, é a primeira investigação publicada sobre os neuro-correlatos de o efeito protetor da espiritualidade e da religião contra a depressão.

“O novo estudo liga este enorme benefício protetor à espiritualidade ou religião a estudos anteriores que identificaram grandes extensões de afinamento cortical em regiões específicas do cérebro em filhos de adultos em famílias com alto risco de depressão maior”, afirma Lisa Miller, pesquisadores envolvida no estudo. Estudos anteriores mostraram uma redução de 90% na depressão em adultos que disseram que davam grande valor à espiritualidade ou religiosidade, e cujos pais sofreram com a doença






Um comentário:

Maria José Rezende de Lacerda disse...

Roy, amor meu. Depressão é doença muito séria e esse post vai ajudar muita gente. Beijos.