quarta-feira, 3 de julho de 2013

ALERTA GERAL!


MILITARES FAZEM CAMPANHA NACIONAL  ANTI-PT

Militares entrevistados na passeata pelo reajuste salarial, em Copacabana,  manifestaram enorme decepção com a péssima atuação dos governantes e políticos, principalmente do Partido dos Trabalhadores, marcada na última década por enormes escândalos, tais como Mensalão, Cachoeira, etc.
"Pensávamos que seria um governo do povo para o  povo, mas tudo indica que se transformou no governo dos escândalos e favorecimentos ilícitos"- disse um dos  militares.
Os militares das  Forças Armadas somam mais de 600.000 profissionais, entre os que estão na ativa e na reserva. Somados com seus dependentes e círculos de influência direta, esse quantitativo pode passar de 5 milhões de pessoas -- um número que pode mudar os rumos de qualquer eleição.
Militares  estaduais também estão insatisfeitos com o governo federal, que não facilitou para que as negociações sobre a PEC 300 prosseguissem. Na  passeata em Copacabana, verificou-se a presença de lideranças dos policiais e bombeiros do Rio de Janeiro, e isto acena para uma possível união de militares federais e estaduais
Se isto se concretizar e chegar às urnas, certamente será um grande problema a mais para os  políticos vermelhos.

Nenhum comentário: