sábado, 6 de outubro de 2012

PROSSEGUE LUTANDO


 
Levanta o espírito combalido e prossegue lutando:
a terra sofrida pelo arado mais produz;
a fonte visitada pelo balde mais dessedenta;
a árvore abençoada pela poda mais frutifica;
o coração mais visitado pela dor mais se aprimora.
Não te canses de lutar!
A reencarnação é oportunidade abençoada que os Céus concedem para refazimento moral, ajuste de contas e saldamento de dívidas.
Não te aflijas ante a imperiosa necessidade de resgatar.
Bendize as horas de dor, que passam como passam os momentos de prazer, avançando na tua luta, caindo para levantar, chorando por amor ao ideal e sofrendo por servir. Para onde sigas, defrontarás a luta em nome do trabalho sulcando o solo da humanidade.
A luta é clima em que são forjados os verdadeiros heróis e o sofrimento é a célula sublime que dá origem aos servidores verdadeiros.
Há mães que no sofrimento se converteram em anjos estelares; há corações que no sofrimento se transformaram em urnas sublimes de amor; há criaturas que no sofrimento se renovaram, fazendo de si mesmas sentinelas vigilantes, em defesa dos infelizes.
Prossegue lutando!
Esquece o próprio cansaço e escreve páginas de consolação; cessa de chorar e enxerga outras lágrimas com o lenço da tua compreensão; asserena tua inquietude e repete os excertos sobre a imortalidade, de que tua alma está impregnada pelos zéfiros do mundo espiritual, junto aos que nada conhecem do além-túmulo...
Há favônios cantantes que trazem blandícias de prece e te falam aos ouvidos, quando te aquietas para orar.
Não percas a oportunidade de sofrer nem te desalentes porque a dor te visita.
Quando menos esperares, um anjo incompreendido chegará de mansinho às portas do teu corpo e, selando teus lábios com o sinete da desencarnação, tomará tua alma de improviso. Abençoarás, então, ter prosseguido lutando.
E considerares que as provações que te visitam agora são aparentemente maiores do que tuas forças, recorda Jesus, o Anjo Crucificado, que no Gólgota, ainda pôde, sofrendo, prosseguir lutando, quando, atendendo à súplica do larápio infeliz, esperançou-o com o desejo de entrar no paraíso. E guarda a certeza de que, prosseguindo lutando, já estás no paraíso desde hoje.
 (De “Messe de Amor”, de Divaldo Franco, pelo Espírito Joanna de Ângelis)





2 comentários:

Denise disse...

A unica forma de aprendermos é através da dor e do sofrimento. Se tudo fosse benesses em nossa vida, não evoluiríamos. Muita paz!

Maria José Rezende disse...

Roy. Devemos sempre prosseguir, por mais dor que estejamos passando. Beijos.