segunda-feira, 23 de julho de 2012

O LIVRO BRANCO

A criação do Ministério da Defesa teve o objetivo de subordinar as forças Armadas a único comando e civil.
MOMENTOBRASIL.COM:
Em 1999 o ex-presidente FHC criou o Ministério da Defesa, atendia as exigências da nova ordem global, para as ameaças à soberania das nações, seus crimes e o imperativo de profissionalizar as forças Armadas, subordinando-as a um comando civil único. Este sistema de defesa unificado, consolidou-se no governo Lula, o qual produziu a 1ª versão da Estratégia Nacional de Defesa e, atualmente outro passo importante é dado agora com a fixação da política Nacional e a apresentação do Livro Branco. Os documentos abertos e a fundamental publicação, dialogam com o aprofundamento democrático. Este livro, já não é mais uma 'invenção verde-amarela', pois, países democráticos e com grandes responsabilidades globais já os abriram. O branco que representa a paz e também a transparencia, quando torna disponíveis informações sobre estrutura de defesa (nacionais), contingentes militares, equipamentos, armas e bases de operação, tanto para a sociedade como para outras nações. A política e a estratégia nacional de defesa atualizada e o Livro Branco de defesa nacional, foram apresentados na última terça-feira ao presidente do Congresso, pelo ministro da Defesa, que não necessita aprová-los, pois a Lei Complementar, prevê esse compartilhamento e admitiu o debate e a contribuição do parlamento e, consequentemente a ampla divulgação do material. Isso é o que deve ocorrer antes que o Palacio do Planalto por decreto, os torne oficiais de Estado.











Um comentário:

TRIBUNA-BRASIL.COM disse...

Olá grande Roy. Mais uma vez fostes ao fundo do baú e no âmago da questão. Parabéns! Abraços dO INDIGNADO.