quinta-feira, 26 de abril de 2012

MUDANÇA NA POUPANÇA

Dilma admite mudança na Caderneta de Poupança:
MOMENTOBRASIL.COM(Comentário):
A redução da taxa selic ainda mais, ficando no patamar dos 8.50% ou 8.75%,(até o final de maio) obriga o governo a efetuar mudança nas atuais regras da poupança, tema polêmico e que certamente provocará desgastes no planalto. "Sem dúvida nenhuma, todas as questões vão ser analisadas com muita calma, com muita tranquilidade", afirmou a presidente, esquivando-se de anunciar prazo para a referida mudança. Existem duas minutas de mudanças elaboradas pelo ministro Mântega. Oxalá, os poupadores brasileiros não sejam espoliados e paguem a conta do financiamento da dívida pública (via Tesouro Nacional), em virtude dos fundos de investimentos que compram títulos federais seriam esvaziados e a consequente migração para a poupança.

2 comentários:

Maria José Rezende disse...

Roy, amor. Tomara mesmo que o povo não pague essa conta. Beijos.

Silva disse...

Nós do PT acreditamos que qualquer aplicação financeira, inclusive a poupança, é especulação financeira. Somente o lucro das empresas deve ser incentivado. Trabalhador não deve fazer poupança, deve é consumir para gerar mais lucro para as empresas e mais emprego. A poupança deve render zero %, assim as empresas que utilizarão o dinheiro poupado terão mais lucro e haverá mais emprego.