sexta-feira, 27 de abril de 2012

CÒDIGO FLORESTAL: NOVA DERROTA DO PLANALTO.

Após 13 anos de tramitação no Congresso Nacional, a reforma do Código Florestal passou pela última etapa de votação ontem na Câmara com uma importante derrota para o governo Dilma Rousseff. A derrota só não foi maior porque os ruralistas se viram impedidos de garantir anistia ampla para os desmatadores, conforme desejavam. A recuperação das áreas desmatadas - principal polêmica que opôs ambientalistas e ruralistas - será objeto de novas batalhas no Congresso. O Código que segue para a sanção da presidente, determina que propriedades rurais com rios de até 10 metros de largura terão de recuperar uma faixa de 15 metros em cada margem. Há atenuantes nessa regra para os pequenos produtores. Mas o texto é omisso sobre o que fazer com propriedades que têm rios mais largos.
MOMENTOBRASIL.COM(Comentário):
Contudo, para muitos, os desmatamentos continuarão a existir mesmo sem a anistia para os desmatadores. O novo Código, jas nasce tão fajuto quanto o anterior. Deixa várias 'áreas'(vale o trocadilho) de escape no texto e muitas dúvidas quanto a outros aspectos. Resumo da ópera: coisas de uma política e governo que não leva os assuntos a sério. Tudo como dantes, no quartel de Abrantes.

Nenhum comentário: