sábado, 31 de março de 2012

EM TUA AFLIÇÃO

Guarda cuidado, nas horas de aflição, para que as tuas lágrimas de sofrimento não se convertam em óleo de egoísmo, incandescido nas chamas do desespero, a incendiar-te o caminho.Lembra-te dos que jornadearam na Terra antes de ti e recorda que outros viajarão amanhã no sulco de teus passos para que a serenidade e a confiança te abençoem a existência.Nos instantes de inconformação e de dor, lança breve olhar à retaguarda e reflete na angústia dos que caminham, dentro da noite, sem esperança...Observa os que jazem na sombra da cegueira, os que se tresmalham nas trevas da loucura, os que foram mutilados ao nascer...Medita naqueles que ainda hoje não dispuseram de pão para sossegar o estômago atormentado, que não puderam conciliar o sono sob as garras da inquietação ou que agonizam fora do lar, sequiosos da assistência e do afeto que lhes faltaram à vida...Não te detenhas, na revolta ou no desânimo, já que possui cérebro para raciocinar com segurança, olhos para enxergar a paisagem, verbo para tecer a caridade e o consolo das mãos para auxiliar...Não olvides que as aflições irremediáveis emudecem o coração, impedindo, muitas vezes, a própria palavra naqueles que lhes padecem o insulto.E, fazendo da própria luta o aprendizado bendito que Deus te concede, transforma a tua aflição menor, que ainda pode clamar e definir-se, queixar-se e estender-se, em sublime passo de entendimento para que te faças mais útil aos que sofrem mais que ti mesmo, assimilando do Senhor a lição inolvidável do sacrifício e da renúncia, através da qual, diante da flagelação e da morte, converteu a própria cruz num poema de bem-aventurança e vida imperecível.
Fonte: Espírito Emmanuel - Do livro: Fé, Paz e Amor, Médium: Francisco Cândido Xavier.

7 comentários:

Sandra Portugal disse...

Obrigada por compartilhar tão importante mensagem
Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Bloguinho da Zizi disse...

Palavras fortes Roy.
Sempre há alguém em maior sofrimento que o meu,e sempre poderei fazer alguma coisa por esse alguém.
Grata por compartilhar essa lição.
Bom fim de semana
Beijinhos

Aécia Leal- Soltando o verbo disse...

Bom dia, querido Roy!Lindo texto, que nos leva a refletir!

Te desejo um lindo final de semana e uma ótima páscoa!

Muita luz!!

Dilmar Gomes disse...

Amigo Roy, as mensagens e Emannuel e de Chico Xavier são pílulas de sabedoria.
Um abraço.

Jabanews disse...

Não espiritual, como Francisco Xavier, mas um tanto quanto "terreno".


Quinta-feira, 29 de março de 2012, 14 horas, Brasília, DF. Início da sessão plenária do Supremo, sendo o primeiro processo da pauta de julgamento, os desrespeitosos e demagógicos Declaratórios da OAB federal, contra a Lei da Anistia, mencionados na matéria “Supremo em foco”. Iniciada e terminada a sessão, os declaratórios não foram julgados e nenhuma explicação foi fornecida pelo Relator do processo, o Ministro Fux quando, a pedido da própria OAB, na semana passada, adiara o julgamento do processo para a sessão do dia 29, dando lá as explicações que entendeu por bem explicitar.

Quinta-feira, 29 de março de 2012, 14 horas, Rio de Janeiro, RJ. Coincidência ou não, tem início, no Rio, estúpida e criminosa demonstração de desrespeito aos princípios democráticos, por um bando de vagabundos, cuja maioria não tem nenhum conhecimento das razões que levaram à instalação do regime militar em 64, capitaneados, na incitação à desordem, por bandeiras de próceres do crime, como PT, PCB, PCdoB, PSOL e PDT, quando agrediram moral e fisicamente os presentes ao Clube Militar, e ao próprio Clube, que lá se reuniam para lembrar a deposição de um governo de déspotas.

Quinta-feira, 29 de março de 2012. Noticia-se notificação ao País, pedindo-se informações quanto à omissão do Governo na apuração da morte do jornalista Herzog. Mais uma indevida interferência da OEA, em assuntos internos do País, como se deu, em 2010, quando o condenou a responder, pecuniariamente, pelo desaparecimento e morte de criminosos guerrilheiros, no que se chamou de conflito do Araguaia (matéria “OEA”).

Derrotados, em oportunidades diversas, quando empunhavam armas para derrubar a ordem constituída, com o fim de transformar o País em um país guiado e governado por regime comunista, por ora se mostram vitoriosos com a aguda destruição dos princípios democráticos e dos valores éticos e morais, que já estiveram presentes na sociedade, em grau bem mais acentuado e visível, ocultando-se na incitação de jovens despreparados em educação e costumes, mediante toda sorte de mentiras.

Recordo palavras do Presidente do Supremo – Cesar Peluso – ao ensejo do primeiro julgamento da ação da OAB federal, buscando invalidar a lei da anistia:

“se é verdade que cada povo resolve os seus problemas históricos de acordo com a sua cultura, com os seus sentimentos, com a sua índole e também com a sua história, o Brasil fez uma opção pelo caminho da concórdia”.
“uma sociedade que queira lutar contra os seus inimigos com as mesmas armas, com os mesmos instrumentos, com os mesmos sentimentos está condenada a um fracasso histórico”.
(Ministro Cezar Peluso, Presidente do Supremo, contrário, como a maioria de seus pares, à revisão da lei da anistia, pretendida anular pela OAB, em relação aos agentes do Estado)

Já disseram que o povo, quando diante de governos que proliferam e profligam na hipocrisia, traindo os anseios da sociedade, tem o poder, o direito e a legitimidade de depô-los, substituindo-os por aqueles que se submetam aos reais e legítimos interesses dessa mesma sociedade, no conceito que justifica a sua criação e formação.

Quando olho para a bela Bandeira do meu País, ainda nutro a esperança do breve retorno dos princípios e valores, e de vê-lo governado por decentes e honestos."

Nada a ver com Francisco Xavier, mas com as lágrimas de aflição pelo enterramento da Nação.
Abs.,

Jabanews disse...

Na seqüência do anterior, sem a espiritualidade de Francisco Xavier, mais um comentário.
Abs.,

"Sábado, 31 de março de 2012.

Hoje são comemorados 48 anos da deposição de um governo de déspotas, da manutenção da ordem constituída e do início de um período em que a ordem, mesmo constantemente ameaçada, por prófugos da criminalidade, se fortaleceu e se desenvolveu, até o momento em que o governo foi entregue aos civis – em um primeiro momento, por eleições indiretas – colégio eleitoral – e, ao depois, por eleições diretas – iniciando-se, daí, a fase de declínio dos princípios e valores democráticos e morais, já em aguda crise na continuidade atual governamental.

Apesar da proibição, por parte de um governo que não carrega nenhuma credibilidade, podre governo podre, de se celebrar a data, nenhuma proibição inibe a alma e o coração de se manifestarem, publicamente, em relação à vitória contra criminosos intentos de destruição do País, principalmente, quando a Nação, já tomada por bandidos, festeja 100 anos de Marighela e festeja Lamarca, com crimes contra bem público, substituindo placa de rua, no calar da noite, para colocar placa de rua Marighela, como acontecido em São Paulo.

País de párias e de bandidos.

Mas a Data deve ser lembrada, e sempre comemorada, independentemente das ocultas e explícitas incitações de jovens despreparados em educação e costumes, e da aparente supremacia dos ideais retrógados no corpo social.

Já disseram, volto a lembrar, que o povo, quando diante de governos que proliferam e profligam na hipocrisia, traindo os anseios da sociedade, tem o poder, o direito e a legitimidade de depô-los, substituindo-os por aqueles que se submetam aos reais e legítimos interesses dessa mesma sociedade, no conceito que justifica a sua criação e formação.

Nutro, ainda, a esperança, de ver o País governado por decentes e honestos.

Minhas homenagens e respeito às Forças Armadas, e àqueles que tombaram em defesa da Pátria e dos anseios da sociedade.

Rendo, ainda, minhas homenagens e respeitos, àqueles que foram assassinados por essa turba de criminosos, e desprezados por esse podre governo podre, e seus sectários, incluídos a ONU e a OEA.

Orvalho do céu disse...

OLÁ,Roy
Estive ausente durante a Quaresma...

Páscoa é:

"Coragem é a resistência ao medo,
domínio do medo,
e não a ausência do medo."
(Mark Twain )

SAIR DO PRÓPRIO TÚMULO

Jesus libertou-me... enviou-me anjos para me soltar das amarras que me prendiam...

Apóstolo Pedro: “precisamos dar razões que justifiquem a nossa Esperança” (1Ps 3,15).

FELIZ PÁSCOA PARA TODOS NÓS!!!
Abraços fraternos de paz