segunda-feira, 14 de novembro de 2011

ABUSANDO DOS DIREITOS

Greve no Judiciário baiano, ultrapassa os 4 meses.

MOMENTOBRASILCOM.(Comentário):

Não somos contra as greves. Pelo contrário. Mas a greve instalada na justiça baiana, ultrapassa os limites do aceitável. Um judiciário que funciona à passos de tartaruga e, que atualmente só atua para os chamados casos essenciais e com uma boa vontadade que dá dó, é lamentável. Será que todas as atividades da justiça não são essenciais? Pelo visto, a situação tende a estender-se por prazo ainda maior, em virtude da adesão dos serventuários dos cartórios, que não aceitam tornarem-se trtabalhadores do setor privado, pois perderiam inúmeras vantagens incluindo as financeiras, levou o problema para o campo do STJ, que por sua vez, tambem em marcha lenta pela burocrática máquina governamental. Mais uma vez, o povo é o grande prejudicado por ser a parte mais fraca da corda. Eta! Brasil que continua da mesma forma da época do seu descobrimento: Totalmente 'Tupininquim'.

Um comentário:

Maria José Rezende disse...

O setor judiciário sempre se intitulou elite, amor. Essa é uma das razões dessa greve tão extensa. Beijos.