quarta-feira, 14 de setembro de 2011

FATO BIZARRO É SEMELHANTE AO CONGRESSO NACIONAL

"Vampira" é achada nua e coberta de sangue após morder idoso nos EUA .
Reprodução/Pinellas County Sheriff's Office
Tem gente que arrisca o pescoço por cada coisa!
Do UOL Tabloide
Em São Paulo
"Eu sou uma vampira e vou devorar você" foram as últimas palavras que o morador de rua Milton Ellis, 69, ouviu antes de ser atacado por Josephine Smith, 22, na última quinta-feira (8), na Flórida (EUA). No momento do bote, ele dormia na varanda de uma loja fechada da Hooters. Segundo a polícia, Josephine mordeu partes do rosto, lábios e um braço da vítima, que teve de levar pontos no braço. O homem conseguiu ligar para o 911, o 190 americano, e acalmou a fera até a chega de Van Helsin... errr, da polícia. E aí a história frica bizarra. Quando a polícia chegou ao local, onde os dois esperavam, a mulher disse não se recordar do ataque, e nem ela ou o morador de rua souberam dizer ao menos o porquê de ela estar nua e com o corpo coberto de sangue. Segundo Ellis, sua agressora estava vestida quando caiu de boca nele. A mulher foi presa na cadeia do condado de Pinellas, na Flórida, e responderá por agressão a um idoso. O valor da fiança é uma estaca no coração de qualquer um: US$ 50 mil.
A polícia do condado não informou se a mulher virará poeira caso veja o Sol nascer quadrado.

MOMENTOBRASILCOM.COM(Comentário):
Estava na cara que essa overdose de aparições de vampiros na cultura popular ("Crepúsculo", "True Blood", nosso Congresso nacional) ia dar problema uma hora. Olha aí! E alem dos vampiros existem tambem os sanguessugas.

Um comentário:

Ana Arend disse...

Roy, gostei muito desta postagem, eu acredito em muitas coisas que pareceria improvável, e sei que nosso mundo é rodeado de seres de muitos mundos, de formas e raças diferentes e estão se manisfestando a todo momento, pouco ficamos sabendo a respeito e quando sabemos por não entendermos descartamos a notícia como absurda. Gostei da forma que colocou, cada um acredita no que quer...Um abraço.