sábado, 23 de julho de 2011

MEDICINA & OBSESSÃO.

Medicina reconhece obsessao espiritual:

Ciencia Médica se aproximando e corroborando a Ciência Espiritual Uma nova postura da medicina frente aos desafios da espiritualidade. Vejam que interessante a palestra sobre a glandula pineal do Dr.Sergio Felipe de Oliveira, medico que coordena a cadeira de Medicina e Espiritualidade na USP: A Obsessao Espiritual como doença da Alma, ja é reconhecida pela Medicina http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/c.asp?id=08634 Em artigos anteriores, escrevi que a Obsessao espiritual, na qualidade de doença da alma, ainda nao era catalogada nos compendios da Medicina, por esta se estruturar numa visao cartesiana, puramente organicista do ser e, com isso, nao levava em consideraçao a existencia da alma, do espirito. No entanto, quero retificar, atualizar os leitores de meus artigos essa informaçao, pois desde 1998, a Organizaçao Mundial da Saude (OMS) incluiu o bem-estar espiritual como uma das definiçoes de saude, ao lado do aspecto fisico, mental e social. Antes, a OMS definia saude como o estado de completo bem-estar biologico, psicologico e social do ser humano e desconsiderava o bem-estar espiritual, isto é, o sofrimento da alma; tinha, portanto, uma visao reducionista, organicista da natureza humana, nao a vendo em sua totalidade: mente corpo e espirito. Mas, apos a data mencionada acima, ela passou a definir saude como o estado de completo bem-estar do ser humano integral: biologico, psicologico e espiritual. Desta forma, a Obsessao espiritual oficialmente passou a ser conhecida na Medicina como possessao e estado de transe, que é um item do CID - O Codigo Internacional de Doenças - que permite o diagnostico da interferencia espiritual obsessora. O CID 10, item F.44.3 - define estado de transe e possessao como a perda transitoria da identidade com manutençao de consciencia do meio-ambiente, fazendo a distinçao entre os normais, ou seja, os que acontecem por incorporaçao ou atuaçao dos espiritos, dos que sao patologicos, provocados por doença. Os casos, por exemplo, em que a pessoa entra em transe durante os cultos religiosos e sessoes mediunicas nao sao considerados doença. Neste aspecto, a alucinaçao é um sintoma que pode surgir tanto nos transtornos mentais psiquiatricos - nesse caso, seria uma doença, um transtorno dissociativo psicotico ou o que popularmente se chama de loucura - bem como na interferencia de um ser desencarnado das trevas, a Obsessao espiritual. Portanto, a Psiquiatria ja faz a distinçao entre o estado de transe normal e o dos psicoticos que seriam anormais ou doentios. O manual de estatistica de desordens mentais da Associaçao Americana de Psiquiatria - DSM IV - alerta que o medico deve tomar cuidado para nao diagnosticar de forma equivocada como alucinaçao ou psicose, casos de pessoas de determinadas comunidades religiosas que dizem ver ou ouvir espiritos de pessoas mortas, porque isso pode nao significar uma alucinaçao ou loucura. Na Faculdade de Medicina da USP, o Dr. Sergio Felipe de Oliveira, medico, coordena a cadeira (hoje obrigatoria) de Medicina e Espiritualidade. Na Psicologia, Carl Gustav Jung, discipulo de Freud, estudou o caso de uma medium que recebia espiritos por incorporaçao nas sessoes espiritas. Na pratica, embora o Codigo Internacional de Doenças (CID) seja conhecido no mundo todo, lamentavelmente o que se percebe ainda � muitos medicos rotularem todas as pessoas que dizem ouvir vozes ou ver espiritos como psicoticas e tratam-nas com medicamentos pesados pelo resto de suas vidas. Em minha pratica clinica, a grande maioria de meus pacientes, que sao rotulados pelos psiquiatras de "psicoticos" por ouvirem vozes (clariaudiencia) ou verem espiritos (clarividencia), na verdade, sao mediuns com desequilibrio mediunico e nao com um desequilibrio mental, psiquiatrico. Muitos desses pacientes poderiam se curar a partir do momento que tivermos uma Medicina que leva em consideração o ser integral. Portanto, a obsessão espiritual como uma enfermidade da alma, merece ser estudada de forma seria e aprofundada para que possamos melhorar a qualidade de vida do enfermo. Texto de Osvaldo Shimoda Fonte: http://somostodosum.ig.com.br Palestra Completa Glandula Pineal - Dr. Sergio Felipe de Oliveira Veremos confirmado aqui o que Andre Luiz nos disse, atraves de ChicoXavier, ha setenta anos, sobre a glandula pineal (hipofise).

Um comentário:

ArcadoAutoConhecimento disse...

Roy, meu amor. Diante de tantas doenças nervosas e mentais, há que se diferenciar:
- Doenças nervosas e mentais de causa orgânica, pertencentes ao campo da Neurologia.
- As doenças nervosas e mentais de causa orgânica, pertencentes ao campo da Psiquiatria.
- As doenças nervosas e mentais sem causa orgânica, que é exatamente a obsessão.
Hoje já se fala desse conceito no meio médico e haverá o dia em que a medicina irá se despertar para a espiritualidade e começar a enxergar o homem como um todo: corpo, mente e espírito.
Beijos.