segunda-feira, 16 de maio de 2011

CUSPINDO MARIMBONDOS

EDITORIAL: (Pérolas).
Instigados que fomos por um ouvinte do programa que apresentamos em radio, a respeito das chamadas pérolas e que, somente as do ENEM são comentadas e postas na grande rede(internet), quando aqueles que têm a obrigação de instruir(e não o fazem), tambem as produz. e resolvemos trazer também para o MOMENTOBRASIL.COM; Professores são mal formados por culpa do Estado e porisso mal pagos, na medida em que, o MEC permite e não fiscaliza e avalia, que sejam criadas falculdades em qualquer esquina desse 'torrão brasileiro', onde o objetivo mor é o lucro financeiro. E para inicio de conversa, o nome correto é faculdade, pois universidade é o local onde situam-se diversas faculdades, porisso o termo Campus Universitário. Dessa forma, nos últimos 40 anos, o ensino é catastrófico. Hoje, ver-se professorres(?) dirigirem à louza(antigamente quadro-negro), escreverem algum tema ou assunto e ordenarem aos alunos: 'pesquisem na internet'. E por que isso? simplesmente por não dominarem como deveriam o respectivo assunto, principalmente nosso idioma. Outro dia, escutei durante uma passeata de professores: "... encaro de frente, qualquer turma de alunos...". Ora, quem encara algo, o faz de frente. Pelos menos, desconheço quem o faça de lado ou de costas. Atualmente são ou querem(!) ser chamados de educadores. Entendo por 'educador', pais, familiares ou responsáveis. Professores, dão aos alunos, instrução e, lamentavelmente bastante deficiente. Por falar nissso, deficiente visual é todo aquele que necessita do uso de lentes corretivas(óculos), para saná-la. Quem não enxerga, é cego. Quem não domina o próprio idioma, não pode ser chamado de professor, muito menos, educador. Hoje, são formados advogados que nunca abriram um livro do latim e, por consequencia, escrevem verdadeiras pérolas em suas petições, despachos etc. Eis porque no exame da OAB, há o altíssimo percentual de reprovações. Às favas, a modéstia: todo o nosso período estandantil foi vivido em escolas públicas, onde o ensino da época em comparação com o atual, era catedrático, a começar pelo corpo docente e cursos:ginásio(hoje fundamental), onde O estadavamos em todas as séries. fato que nos permite tremendo conhecimento da formação e pronúcia corretas dos vocábulos que compõem o idioma brasileiro. Ah! quanta saudade!!!! Em recente entrevista com conceituado médico, ouvimos: "felizmente, conseguimos reverter o quadro!". Mostrou assim, total desconhecimento do que falou, pois, reverter, significa dar um giro de 360º. Convenhamos que, nenhum paciente quer isso. Ou seja: estar enfermo, passar pela cura e retornar à enfermidade. Outro erro crasso, cometido pela sociedade formada pelos pretensos instrutores: 'fulano voltou atrás". Ora, que volta, sempre o faz para trás. E não venham dizer-me que tudo isso é vício de linguagem. Na nossa ótica, é má instrução e burrice. Por tudo isso, temos mesmo é uma grande educassão.

Um comentário:

ArcadoAutoConhecimento disse...

Esse post é a sua cara, meu amor. Se o estivesse lendo fora do Momento, saberia que é seu. Muito bom!!! Beijos.