sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

MARCAÇÃO ACIRRADA.

A porta-voz do Brasil que presta:
Diretores do Supremo Tribunal Federal estão tentando identificar a funcionária ─ “terceirizada”, apressaram-se em explicar ─ que divulgou a seguinte mensagem na página oficial da Corte no twitter: “Ouvi por aí: agora que o Ronaldo se aposentou, quando será que o Sarney vai resolver pendurar as chuteiras? ”Os burocratas do STF avisaram que serão tomadas “as medidas administrativas cabíveis”. Acham que a autora merece ser punida. Os brasileiros honestos estão ansiosos por conhecer a porta-voz do país que presta. Acham que merece pelo menos um busto na Praça dos Três Poderes. Malandro velho, José Sarney gravou um vídeo inverossímil. “Fico feliz porque o Ronaldo é um fenômeno”, afirmou. “Quero agradecer a essa moça porque ela fez um julgamento muito bom a meu respeito”. O senador disse ao presidente do STF, Cesar Peluso, que não há motivos para que a funcionária seja punida. Faz sentido. Ela só sugeriu que pendure as chuteiras. O prontuário de Madre Superiora implora por muito mais.(Fonte: Augusto Nunes/VEJA).
MOMENTOBRTASILCOM.COM(Comentário):
Não é só o Sarney quem precisa de aposentadoria no Congresso Nacional. Se formos colocar chocoalhos nos candidatos, ninguem em Brasília conseguirá conciliar o sono. A maracação acirrada continua por parte do Governo federal, pois um parecer, afirma ser possivel sem mudar a Constituição para uma agência reguladora o poder de dar e negar concessões de radio e TVs. O documento elaborado pelo Ministério das Comunicações, foi aprovada pelo Paulo Bernardo no começo desse mês. Como muitos parlamentares são donos de emissoras, o governo trabalha com a possibilidade de uma resisitência. Na teoria, a mudança de transferir o poder de concessão para auma agência, teria menos influência política. O setor de radiodifusão es´tra concentrado no Ministério das Comunicações. A tentativa de mudança, deve-se ao fato de que a Anatel tem outro foco e diz o parecer:"Não há vedação na Constituição para a criação de uma entidade reguladora dos serviços de radiodifusão". A verdade é que para se mexer na Constituição, é necessario a convocação de uma Assembleia Constituinte, um projeto específico e sua respectiva aprovação por ampola maioria. Pois, choca-se com a Lei Geral de Comunicaçãoo,nque prevê que só a pasta tem tais poderes. Por outro lado, o Governo federal, continua tentando amordaçar a Imprensa. No Google, por exemplo, 398 textos jornalísticos foram censurados e foram retirados do 'ar'. Um recorde para o período e o dobro do segundo colocado na lista, a Líbia, uma ditadura.
"Esse quadro mostra que a censura e a autocensura, que vem junto, estão atingindo níveis muito sérios no Brasil", disse Carlos Lauria, coordenador do CPJ, que veio ao país apresentar o levantamento Ataques à Imprensa em 2010, segundo a Agência Estado. Ele apresentou ainda texto sobre a Ele apresentou ainda texto sobre a Ele apresentou ainda texto sobre a situação da Imprensa na América Latina, A censura ao jornal O Estado de S. Paulo, que nesta quarta-feira chega ao 565º dia, é o destaque do levantamento. "É espantoso que, num país como o Brasil, um dos maiores jornais seja proibido de noticiar um grande escândalo, que envolve figuras políticas conhecidas. Não consigo imaginar o Washington Post sendo proibido de publicar algo sobre um ex-presidente americano", disse ele".
As tentativas sempre frustadas continuarão enquanto um levante popular noa for feito.














Um comentário:

Maria José disse...

Roy, meu amor. O Brasil já vivenciou algumas fases de censura. Já passamos pela proibição de imprimir, comercializar e ler. Já vivemos a crítica cerceada; a censura na história intelectual e política brasileira etc etc etc. Todas deixaram marcas negativas na história do país. Não é possível que a censura esteja voltando aos nossos dias. Que país é esse???? Beijos.