quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

ÍNDIO NÃO QUER APITO. QUER RESPEITO!

BRASÍLIA - Cerca de 100 índios e representantes de movimentos sociais da região do Rio Xingu realizam nesta terça-feira uma manifestação contra a liberação das obras da usina hidrelétrica de Belo Monte. Os índios foram para a frente ao Palácio do Planalto. Eles pretendem entregar um documento com mais de 500 mil assinaturas contra o início das obras da usina. A presidente Dilma Rousseff não deve recebê-los. Mais cedo, os manifestantes realizaram protesto em frente ao Congresso Nacional. Com faixa e cartazes eles entoaram cantos e realizam danças em um protesto pacífico. O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse nesta terça-feira que se o país não puder construir usinas hidrelétricas, que são energia limpa e renovável, terá "que construir térmicas poluentes a custos muito mais elevados". Ao ser questionado sobre a manifestação de cerca de 100 índios contra a construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, que ocorreu na manhã desta terça-feira, em frente ao Congresso Nacional, Lobão apenas afirmou:
- A construção vai ser iniciada dentro de muito pouco tempo - disse ele.
Edison Lobão afirmou que Belo Monte vem sendo discutido há mais de 30 anos e avgora foi dada a licença para a instalação do canteiro de obras. Ele destacou que o governo está dando todas as explicações à sociedade.(Fonte:O GLOBO).

MOMENTOBRASILCOM.COM(Comentário):
Em tempos de 'vacas magras', ou seja: início de governo, fica-se na expectativa do que vai acontecer no país, em termos de mudanças administrativas e forma de governo. E como diz o dito popular: "Farinha pouca, meu pirão, primeiro!". Os sabidões da política, correm para defender mais recursos para suas polpudas contas bancárias aqui ou em paraísos fiscais. Em matérias e comentários anteriores, tenho afirmado que o maior interessado na construção da hidréletrica Belo Monte, é o prório planalto, representado pela Eletronorte, subsidiária da Eletrobras. Não vou me ater aos crimes ambientais ou coisa que o valha. E sim nos verdadeiros 'rios' de dinheiro, milhões e milhoes dos cofres públicos e fundos de diversas categorais de trabalhadores, que literalmente irão para os ralos da corrupção, gasto na obra, nao! e, sim nas comissões pagas a lobistas, empresarios, empreitieras e políticos que conseguem aprovar os projetos. O governo acena com o engôdo descarado de que serão criados cerca de 20 mil novos postos de trabalho. Serão sim 20 mil brasileiros levados ao trabalho escravo, sem as mínimas condições de acomodação, expostos a todo tipo de doenças, mulheres levadas à prostituição etc. Será uma nova Serra Pelada e Eldorado dos Carajás, em dimenssões assustadoras. Èste absurdo, para nós é a gôta d'água para transbordar o ocaeno de paciência de todo brasileiro. È chegada a hora do 'basta!". Na época do collorido, os 'caras-pintadas' foram as ruas. Hoje, em pleno século XXI, juntemo-nos a nossos irmãos 'peles vermelhas' e pintemos nossos corpos antes de ir-mos as ruas. Chega de abusos: chega de corrupção. chega de sermos considerados verdadeiros carneirinhos. A hora é essa!

4 comentários:

Ursula disse...

Sabe o que mais me desanima aqui no Brasil? O povo não luta pro nada, não reclama de nada, não faz nada. A grande maioria é passiva.
Beijos
ursulaferraricoach.wordpress.com

Maria José disse...

Só quero fazer um adendo a essa matéria, meu amor. A Eletronorte representa uma pequena parte nesse grande empreendimento, já que são 18 sócios da usina Belo Monte, no rio Xingu (PA). Beijos.

MOMENTOBRASILCOM.blogspot.com disse...

Maria José,
Mais uma vez sou obrigado a responder um comentario. RESPEITO e ADMIRO, tem ponto de vista. Mas sendo 18 ou 180 sócios, a grana É TÃO VIOLENTA, as IMPORTANCIAS TÃO GRANDES, que a pressa do Governo Federal em conseguir a famijerada licença, prende-se unicamenta pelos RECURSOS que passarão pela ELETRONORTE ou seja lá que for. CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTOS.

TRIBUNA-BRASIL.COM (O Indignado) disse...

Roy amigão, pago um premio equivalente a uma Mega acumulada a qualquer brasileiro que convença-me que a rapidez da liberação da licença ambiental e a vontade da rapidez de iniciar-se as obras da Belo Monte, deve-se ao governo federal em AGRACIAR SEUS SÓCIOS PELOS 'BELOS OLHOS AZUIS' que têm, e não pela URGENCIA-URGENTISSIMA de pôr a 'MÃO' na grana que terá direito. Ora, ora! Não vivemos no PAÍSA da ALICE. E sim no de ALI BABÁ. Abraços;