quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

2011:A MORDIDA MAIOR DO LEÃO.

Instituída desde a implantação do real a correção na tabela do Imposto de Renda, consequentemente na declaração de 1995, vem nos últimos 16 anos sendo efetuada com base na estimativa de crescimento do PIB e em torno de 4,5%. Surpreendentemente, a presidente Dilma, reluta na continuação. O déficit atual do Brasil, orça em torno de 40 bilhões de reais. Em se concretizando o fato, o contribuinte alem de pagar mais, afetando tambem boa parte dos isentos e que sairão dessa condição, terão um achatamento na ordem de 10% nos salarios. Lembramos que, até o ano passado, a forma de reajuste na tabela, favoreceu o governo em 70% do mesmo. Porque será que somente o trabalhador é quem tem que pagar a conta. Os popudos reajustes nos salarios dos políticos contribuem e em muito para aumentar esse déficit. Mas notoriamente não estamos num país sério.

2 comentários:

Maria José disse...

Roy, meu amor. Quando foi que nessa história do Brasil, o povo levou a melhor, ou no mínimo, o justo? NUNCA. Beijos.

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Olá Roy,

Falar o quê não?
O povo é que sempre tooooma!!!
Luzzz amigo!