terça-feira, 14 de dezembro de 2010

O ÚLTIMO GOLPE.

Em discurso na manhã desta segunda-feira no Hospital Sarah Kubitschek, onde foi homenageado, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a dar palpite no governo da presidente eleita, Dilma Rousseff, e defendeu a criação de uma verba extra para financiar a saúde, nos moldes da antiga CPMF, derrotada no Congresso em 2008. Lula afirmou que, sem esse recurso a mais, a área poderá se tornar ingovernável. Ele também criticou, mais uma vez, o Congresso por não ter aprovado a CPMF. Para ele, a rejeição se deu por conta do ódio, rancor e maldade de alguns.
MOMENTOBRASILCOM.COM(Comentário):
Na verdade Lula quer acertar dois 'coelhos com um só tiro': aumentar a arrecadação de recursos para tentar cobrir os gastos da campanha e vingar-se da única derrota que sofreu no congresso, fato que o mantem engasgado até hoje. Se conseguir êxito, será mais um escorcho à nação e fatalmente mais uma vez não será aplicado na saúde.

2 comentários:

Maria José disse...

Roy. Eu o ouvi pelo rádio falando sobre isso. É muita falta de caráter. Por causa dessas ações, que não vão acarretar melhora para a saúde, quem acaba sendo prejudicando, mais uma vez, é a população de baixa renda. Beijos, meu amor.

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Olá Roy.
Olha, se todos os recursos que eles já falaram até hoje tivessem sido investidos realmente em Saúde, a situação atual seria muito diferente.
Aliás não só a saúde, como a Educação, habitação, previdência, etc....
Quando eles decidirem parar com os "desvios" e investir realmente em pról da população...tudo MUDA.
Mas os joguinhos de orgulhos e vaidades ainda vão longe.....
Muita Luz e Paz em seu coração!


p.s.=Muito bonita sua mensagem de Natal...Parabéns!