quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

NO CALABOUÇO DO PLANALTO.

Lula insiste na farsa de que o mensalão foi tentativa de golpe e se diz encarnação do povo. No mais, parecia normal!
Por Leonencio Nossa, no Estadão. O título é meu:A um mês de deixar o Planalto, o presidente Lula revelou ontem que, na crise do mensalão, em 2005, ameaçou o Congresso dizendo-se “a encarnação do povo”. Ele aproveitou um discurso de improviso durante visita ao canteiro de obras da usina hidrelétrica de Estreito para relatar encontros privados com o senador José Sarney (PMDB). “Uma vez o Sarney foi conversar comigo e eu disse: Sarney, eu só quero que o senhor diga lá dentro (Congresso Nacional) o seguinte: Se eles (oposição) tentarem dar um passo além da institucionalidade, eles não sabem o que vai acontecer neste País”, relatou. “Este País teve presidente que foi embora, presidente que se matou ou foi cassado. Eles vão saber que eu sou diferente. Que não é o Lula que está na Presidência, mas a classe trabalhadora”. Lula confidenciou que tinha “muita dúvida” se teria condições de governar o País. “Este País já tinha criado as condições para o Getúlio Vargas se matar, não deixar o Juscelino assumir e cassou o João Goulart. Eu falei: o que eles vão aprontar comigo? E eles tentaram em 2005. Só que eles não sabiam que este País, pela primeira vez, tinha eleito um presidente que era a encarnação do povo, lá em Brasília.”(Fonte:Veja/Reinaldo Azevedo).
MOMENTOBRASILCOM.COM(Comentário):
Em muitos dos comentários que tecemos das notícias veiculadas no país, alertamos para a corrupção existente nas caladas da noite. A matéria acima, confirma nossos alertas de maneira insofismável. Fatos graves no governo do presidente collorido, levaram-no a renúncia. O mensalão, trouxe à baila, fatos de maior gravidade no governo que se finda e agindo habilmente o presidente Lula, que pode não ter cultura, mas não tem nada de bôbo e sabedor de onde moram as 'cobras', tratou de intimidar quem poderia causar-lhes o mesmo destino. E o Congresso Nacional que tem telhado de vidro e rabo preso, a começar pela seu presidente, o qual como raposa velha mexeu os pauzinhos e contemporizou a situação. Levaremos mais 500 anos e a corrupção ainda estará entranhada no seio político do Brasil. Contra fatos, não há argumentos.












Um comentário:

Maria José disse...

Roy. A corrupção é uma constante na vida política brasileira, desde o Império. Hoje em dia, com o advento da Internet e a Globalização, ela aparece e se mostra à população. É uma vergonha para todos nós. Espero, que não leve mais 500 anos para se tornar apenas um fato histórico. Beijos, meu amor.