segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

INFINDÁVEL CORRUPÇÃO.

Relator do Orçamento: verba para esquema fraudulento:
Senador Gim Argello (PTB), que ganhou prestígio no atual governo, destinou recursos de emendas parlamentares individuais a entidades fantasmas que fraudam estatuto para se transformar em institutos e repassar dinheiro para laranjas. Pelo menos R$ 3 milhões dos cofres do governo federal caíram desde abril na conta de um jardineiro e um mecânico. Eles são laranjas num esquema organizado por institutos fantasmas que superfaturam eventos culturais, fraudam prestações de contas e repassam dinheiro para empresas de fachada. Parte desse esquema é sustentada por emendas e lobby explícito, por escrito aos ministérios, de quem hoje elabora o projeto do Orçamento da União de 2011: o senador Gim Argello (PTB-DF). Investigação feita pelo Estado mostra que, desses R$ 3 milhões, ao menos R$ 1,4 milhão foi repassado para institutos fantasmas por meio de emendas individuais de Gim Argello no Orçamento. E, logo depois, o dinheiro foi repassado para a conta de uma empresa que tem um jardineiro e um mecânico como donos – tudo sem licitação. A reportagem rastreou um roteiro fraudulento complexo, que envolve entidades de fachada e laranjas. Inicialmente, o parlamentar apresenta uma emenda ao Orçamento que reserva recursos públicos para promover shows ou eventos culturais. Ele apresenta, além da emenda, uma carta ao ministro da pasta. O dinheiro é destinado a um instituto fantasma. O suposto instituto, em seguida, repassa recursos para uma empresa de promoção de eventos ou marketing, com endereço falso e em nome de laranjas.(
Fonte:Lenadro Colon/O Estado de S.Paulo).
MOMENTOBRASILCOM.COM(Comentário)
E a caminhada da corrupção é longa e infindável. Êstes desvios, proseguem lado a lado com as grandes estatais e empresas com participaçoes de cotas do governo federal, as chamadas de economia mista, a exemplo da Petrobrás, Eletrobrás e suas subsidiárias, que a cada dia aumenta o número de afilhados políticos em seus quadros de funcionários, com salarios bem acima dos funcionários de carreira, tornando-se assim com o passar dos anos em imensos cabides de empregos. A vergonha, o descalabro e a falta de respeito com o erário dos contribuintes, torna-se os maiores projetos pessoais e preocupações da classe política. "Nunca antes na história desse país, viu-se tantos rombos e roubos. Triste Brasil!!!!!

Nenhum comentário: