sábado, 27 de novembro de 2010

O ARREPENDIMENTO

Alguem indagou-se o fato de uma pessoa arrepender-se de haver cometido crimes implica no perdão total de suas faltas ou se terá de sofrer as consequencias, independente de sua mudança de conduta. De acordo com o Espiritismo, o arrependimento é o paso inicial que nos leva ao resgate de nossas dívidas, mas nâo isenta o indivíduo de responder pelos males causados a outrem. Suponhamos, como exemplo, um criminoso que, ao presentir a proximidade daa morte, imagina que tudo vai terminar no túmulo. Após o passamento, ficará surpreso ao ver-se ainda vivo, sem compreender como não morreu, perseguido pelos sofrimentos que outror impingiu a suas vítimas e sem encontrar alívio para seus males. O espírito permanece confuso muito tempo e reluta em pedir misericórdia a Deus até compreender que é inútil qualquer tentativa de abrandar seu sofrimento, percebendo os erross praticados durante sua vida carnal. Abatido, despojado de seu orgulhjo, ele sofre pelos males praticados ou por aqueles que foi o causador involuntário e por todo o mal que resultou do bem que deixou de realizar. Reconhecendo seus erros e sentindo a realidade da vida além-túmulo, compreende que padece por sua própria culpa e que não pode ser feliz por haver prejudicado seus semelhantes antes de regressasr para a espiritualidade. È aí que surge o arrependimento, ponto inicial para sua redenção. Orientado por entidades mais elevadas e diante das circunstâncias, termina apelando para Deus, passando a desejar expiar suas faltas, aceitando de bom grado o compromisso de retornar em uma nova vida material, no sentido de rresgatar seus crimes e poder progredir("ninguem sai daqui sem pagar o último seitil"- palavras de Jesus). O arrependimento também pode ocorrer durante a existência corpórea, o que muito facilita o progressso do indivíduo que passa a reparar seus erros com anterioridade, praticando o bem indistintamente e ajudando a todos aqueles a quem prejudicou. Mais isso é difícil para o espírito encarnado que ainda não possui o senso moral bastante desenvolvido a ponto de poder efetuar auma auto-análise e verificar suas próprias imperfeições. Geralmente, sonmos levados pela ignorância, mã fé ou orgulho e não enxergamos uma montanha de defeitos que possuimos enquanto apontamos um argueiro no olho do vizinho, conforme ensinava o Mestre. Por essa razão, é que as pessoas quase sempre só se arrependem depois do passamento para a espiritualidade, porqaue ali seus crimes são revelados aos olhos de todos, não tendo como ocultá-los. Durante o período em que permanece no plano espiritual, o criminoso não pode livrar-se do sofrimento que o acompanha visto que, inconscientemente é iondependente de sua vontade, carrega toda a bagagem de erros que cometeu durante a existência corpórea. Vê suas antigas vítimas e não consegue livrar-se delas, muitas das quais buscando vingança. Nossas preces poderão servir de alívio ao sseu tormento, mas sómente quando ele se arrepende de seus erros ´e que encontra um pouco de alívio, porque então terá dado o primeiro passo para sua redenção. Contudo, isro não isenta de expiaar seus crimes, pois terá de sofrer pelo que fez aos seus semelhantes e, posteriormente, reparar causados, única forma de desfazer o mal. O arrependimento serve para apressar a sua reabilitação e Deus não lhe negará oportunidaddes de resgate, tantas quantas forem necessárias, a fim de que paguen seus débitos por meio de sucessivas encarnações, conforme as suas necessidades.(Gilberto Santos, jornalista e trabalhador do centro Espírita Lar João Batista/Ba.).

3 comentários:

Maria José disse...

Roy, meu amor. Só para complementar a bela postagem de hoje, um pequeno trecho citado em O Céu e o Inferno, 1ª parte, cap. VII, item 16º, que diz o seguinte:
Arrependimento, expiação e reparação constituem, portanto, as três condições necessárias para apagar os traços de uma falta e as suas consequências.
O Arrependimento suaviza os travos da expiação, abrindo pela esperança o caminho da reabilitação; só a reparação, contudo, pode anular o efeito destruindo-lhe a causa. Do contrário, o perdão seria uma graça, não uma anulação. Beijos.

Jornalista Maria de Fatima Machado disse...

Terrorista presidindo terrorismo contra o Real brasileiro:

http://blog.planalto.gov.br/mais-do-que-desvalorizar-o-real-e-preciso-valorizar-o-dolar/

Em assim sendo, vamos nos antecipar a tamanho desvalor!

Agora!

Corre, minha gente!

Comprem dolar agora!

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Olá Roy.
Quando nos arrependemos de atitudes e pensamentos que carregamos numa existência e suas conseqüências, chego á uma única conclusão.
Mesmo sendo Seres em evolução neste planeta, estamos sempre sendo abençoados pelo "Pai" com várias chances de aprendizado....somos sempre amparados e nunca esquecidos.
Afinal, nosso objetivo final será ir de encontro á Fonte...e sendo raios de sua Luz ele nunca nos abandonará.
Mesmo sendo teimosos e precisando reencarnar quatrocentas e tantas vezes, ele nunca desiste.
Cabe ao espírito encarnado chegar á este discernimento para começar a evoluir.
O universo é perfeito.
Muita Luz e Paz em seu coração!
Lú.