segunda-feira, 20 de setembro de 2010

LULA X IMPRENSA: DE NOVO?

Em um discurso repleto de críticas à imprensa e ao PSDB, durante comício em Campinas, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse neste sábado, sem citar o nome do veículo, que a revista "Veja" "destila ódio e mentira" contra o seu governo. A publicação trouxe na edição deste final de semana novas denúncias envolvendo a ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra , braço-direito e sucessora da candidata petista à Presidência, Dilma Rousseff.
- Estive vendo algumas revistas que vão sair neste final de semana, sobretudo uma que não lembro o nome dela, parece "Olha". Nordestino falaria "Oia". Ela destila ódio e mentira - disse Lula. De forma genérica e sem citar nomes, o presidente também atacou outros veículos de comunicação. " Nós não vamos derrotar apenas os nosso adversários tucanos, nós vamos derrotar alguns jornais e revistas que se comportam como se fossem um partido político
" Tem dia que determinados setores da imprensa brasileira chegam a ser uma vergonha. Se o dono do jornal ler o seu jornal ou o dono da revista ler a sua revista, eles ficariam com vergonha do que eles estão escrevendo exatamente neste momento.
No comício, Lula enumerou feitos de sua gestão para explicar por que, na sua avaliação, a imprensa faz críticas ao governo. - A democracia que eles não suportam é ver que a economia vai crescer mais de 7% neste ano - afirmou. Nas palavras do presidente, o povo mais pobre não precisa "mais de formador de opinião". - Nós somos a opinião pública. O presidente acrescentou que a vitória de Dilma Rousseff na eleição significará também a derrota da imprensa.(Fonte O GLOBO.com).
MOMENTOBRASILCOM.COM(Comentário):
Grifamos trechos da matéria, onde o presidente Lula, demonstra toda sua moral e ética, Evidencia a interminável luta para eleger a sucessora e amordaçar os meios de comunicação, denegrindo sempre que pode a Imprensa.Todas as vezes em que, sente a possibilidade de ver ameaçada a eleição da afilhada, é público e notório seu descontrole. Um país que se diz democrata(?) e em desenvolvimento, a livre expressão e uma imprensa independente, fazem parte do Direito de Estado, o qual tem que ser respeitado.

Nenhum comentário: