sexta-feira, 27 de agosto de 2010

VITÒRIA DO BONSENSO.

A Democracia, foi ontem lembrada. O STF-SupremoTribunal Federal, através do ministro Carlos Ayres Brito, atendeu ao pedido da Abert(Assoc. Brasileira de Emissoras de Radio e Tv) que, protocolou uma ação direta de inconstitucionalidade, contra as restrições impostas desde 97 e suspendeu parte do art.45 da lei das eleições que, proíbe anedotas, gozações, montagens, truques e caracterizações que, degradem ou ridicularizem candidato, partido ou coligação. No entendimento do ministro, o impedimento fere o princípio de liberdade de expressão e da livre liberdade de informação da imprensa, garantidos na Constituição. Em países de 1º mundo, candidatos à presidencia participam ao vivo em programas humorísticos. A Democracia e a Cosnstituição teem que ser respeitadas à qualquer custo. Que o diga o ex-presidente Washington Luis e Otávio Mangabeira, que na década de 30, rebelaram-se contra os demandos existentes.

Um comentário:

Maria José disse...

Roy. A liberdade de expressão deve ser respeitada, em princípio, nos países que adotam a democracia. Mas não é o que estamos presenciando ultimamente no Brasil. Grande abraço.