terça-feira, 27 de julho de 2010

E-D-I-T-O-R-I-A-L- (ACIDENTE de TRABALHO?)

Às vezes ficamos a pensar: Será que ser político no Brasil, mexe com a cabeça a ponto de diminuir o intelecto?. Temos a nítida impressão, que se negam a trabalhar em benefício de quem os elegeu, tamanha a quantidade de bobogens e besterol que fabricam. Agora pediram para abusar, e abusaram da nossa boa vontade. Tramita no congresso nacional, projeto de lei, transformando o assédio sexual, moral ou quaisquer tipo de constrangimento em ACIDENTE do TRABALHO, o que permite entre varios outros direitos o afastamento da empresa. Ora, a situação do trabalhador acidentado é totalmente diferente. Teve por qualquer razão, impossibilidade física temporária ou definitiva de exercer o trabalho. Dentre as atividades que exercemos, está a de Tecnico em Segurança e Medicina do Trabalho, razão pela qual resolvemos escrever esta matéria. Somos portanto, frontalmente contra esta iniciativa que, se aprovada pelas grandes 'inteligencias' desse país (que nos perdoe a Àguia de Haya) pela insolente comparação, se constituirá no erro crasso do ano, independetemente de contribuir para que grande parte das empresas, deixem de funcionar por excesso de funcionarias afastadas.

3 comentários:

TRIBUNA-BRASIL.COM (O Indignado) disse...

Roy Lacerda, o que existe de MÃO BÔBA neste Brasil varonil, não está em nenhum gibi, guri. Se for colocar chocoalho em assediados ou assediantes, muito bonna gente, terá insônia, TCHÊ. Ha! Ha! Ha!.

angela disse...

Assunto espinhoso este...que parem de assediar e é tão difícil provar o assédio nesse país que é outra lei para ficar no papel.
abraços

Maria José disse...

Como você disse: é um erro crasso. É confundir tudo. Grande abraço.