segunda-feira, 19 de julho de 2010

DIVÓRCIO RELÂMPAGO (Parte II).

Antes da nova emenda, os casais tinham dois caminhos a percorrer: o judicial, quando havia a separação de corpos,mas mantido o vínculo matrimonial e, o amigável, quando os conjuges aguardavam dois anos para se divorciar. Mantido o sistema antigo, quando houver filhos menores, portadores de necessidades especias, incapazes e bens a serem dividos, quando os processos só podem ser feitos em varas de família. Quem casar hoje e quiser se separar amanhã, poderá, beneficiando-se do já chamado "divórcio express". Dúvidas ainda existem. A emenda, não deixa claro os casos já existentes e se tem valor retroativo.

Um comentário:

angela disse...

O pais da insolvencia...