sábado, 10 de julho de 2010

BOLSA FAMÍLA: VERDADES.

O XIII Congresso da Rede Mundial de Renda Básica (Basic Incime Eart Network/Bien), realizado na Universidade de São Paulo, com cerca de 500 participantes de 35 paises,que a cadadois anos discute a renda básica de cidadania como instrumento de justiça social e de paz. Philippe Van Parijs, dentre outros renomados intelectuais, debateram experiencias locais em Santo Antônio de Pinhale Quatinga Velho no Brasil, Namidia, Ìndia e diversas cidades da Europa. O tema mais discutido este ano foi o Programa Bolsa Família, analisado por diversos ângulos e áreas acadêmicas, comparado com experiencias africanas, latino-americanas e europeia. A professora Lena Lavinas(UFRJ), o programa enfrenta desafios da transição para uma renda básica de cidadania e é defendida, já que foi sansionada pelo presidente Lula em 8 de janeiro de 2004, a lei 10.835, instintuindo a renda básica de cidadania, o que tornou o Brasil,o primeiro país do mundo a aprovar oficialmente uma renda básica universal para todos osos cidadãos do país. Estabelecendo a lei que, os brasileiros teriam direito ao recebimento de um benefício monetárionum valor estipulado igualmente para todos. Esse valor deve ser suficiente para atender às despesas mínimas com alimentação,saúde e educação de cada pessoa. Até o momento, essa proposta ainda não foi implantada no Brasil e que pode esta lei fazer do país um país mais justo e igualitário, conforme declararam diversos pesquisadores.

3 comentários:

angela disse...

Foi aprovada há dez anos e ainda não foi aplicada?

disse...

Olá, adorei o conteúdo dos eu blog. paz querido!

MENEZES disse...

Olá, peço desculpas por entrar assim no seu blog, e colocar este comentário, que talvez não tenha haver com sua proposta, mas também penso em você! Falando de política, música, moda, esportes, maquiagem, variedades enfim seja qual for o foco do seu blog, precisamos de mobilização inteligente, para limpar a sujeira que nos enfiam goela abaixo todos os dias. Os internautas brasileiros representam 40% de todos os paises da América latina, portanto, podemos fazer a diferença! Precisamos realmente de cidadania efetivamente! Se você não tem tempo para falar sobre esse tema, nós falamos por você, divulgue! Sejam bem vindos! “Pior do que você querer fazer e não poder é você poder fazer e não querer!”... "A maior perda da vida é o que morre dentro de nós enquanto vivemos"