sábado, 12 de junho de 2010

PLENITUDE MEDIÚNICA.

A mediunidade não é prerrogariva dos que a praticam, mas uma tarefa de aprimoramento das qualidades inerentes ao ser. O exercício cristão das faculdades acorda valores na intimidade da alma, alem de desiludir o Espírito quanto às paixões inferiores e fazer clarear a sua mente, no que tange a vida futura. Se tem na mente e no coração o impulso divinodas coisas certas, vamos aproveitá-lo no comando dos seus esforços e da sua auto-educação, senão disciplina, aproveitando assim, a sua estadia na Terra de provas e expiações. Não temos a prentensão de que o médium se aprimore de um dia para o outro, não obvstante convidamo-lo para reflexões íntimas, de maneira a trabalhar por dentro todos os dias, no afã de se fazer simpático aos Espíritos que fazem parte da comunidade Jesus,com a missão de levar o Evangelho renovado a todo o mundo e a todas as criaturas. Milhares de médiuns descem à Terra com tarefa definida,para acenderem a luz nos corações e pouquíssimos respiram a glória da vitória do dever cumprido. A inteireza das faculdades mediúnicas é para a criatura decidida, que lança a mão da charrua sem olhar para trás,compreendendo que quem cumpre o dever ante o Divino Mestre se encontra seguro,com a consciencia em paz, e o coração no rítmo do universo. Plenitude Mediúnicae, pois, a mediunidade a serviço do amor,na sua pureza, em se desdobrando todas as virtudes, de modo que, os seres da terra sintam nos corações sos seus irmãos dos céus.(MIRAMEZ/Seminario Mediunidade/Gecal-Gr. Espírita Cminho da Luz/Ba)
Obs: O Gecal é o local onde este editor trabalha mediunicamente)

2 comentários:

angela disse...

Bom texto. Gostei.
Parece que seu blog sarou.
Abraços

Maria José disse...

O trabalho mediúnico desenvolvido no meio espírita tem sido uma porta aberta a novos conhecimentos e possibilidades de cura do ser humano em todos os níveis. Através da chamada “reforma íntima”, estimulamos o nosso processo de conscientização e despertamos para a responsabilidade que temos sobre nossa própria evolução.
Mediunidade é na verdade, preciosa ferramenta que desperta nossa força interior, propicia um amadurecimento mais rápido, leva-nos a assumir a responsabilidade por nosso crescimento.
O trabalho mediúnico é um ato de amor. É o exercício que desenvolve nossa compaixão. Somos muito mais beneficiados do que o outro que recebe o tratamento através de nós.
Belo e reflexivo texto. Parabéns. Grande abraço.