sexta-feira, 28 de maio de 2010

PUNIR A QUEM?

A candidatura da ex-ministra Dilma Rousseff(PT)à presidencia caminha para ter problemas já no registro e, se eleita, na diplomação. A afirmação é da procuradora da República e vice-procuradora-geral eleitoral Sandra Cureal, que avalia que estes problemas podem surgir caso continuem episódios de desrespeito à legislação eleitoal na pré-campanha. "Uma quantidade imensa de coisas, podem ser interpretadas como abusios de poder econômido e político".
MOMENTOBRASILCOM.COM(comenta):
Num país onde o desrespeito é tido como conduta normal, punições podem ocorrer à mancheias. A impunidade é vigente e, duvidamos muito que apesar de aplicadas, sejam cumpridas. O próprio Presidente, é o primeiro a descumprí-las. Que instituição no Brasil, tem força, moral e respeito da nação para que acreditemos em um mínimo de pena, seja realmente cumprida? Infelizmente, esta é mais uma noticia para 'vender jornal' ou dar algum tipo de audiencia. A Consstituição Federal e todas as leis existentes no país, não passam de mero detalhe. todos os dias, políticos as ragam e jogam no lixo.

2 comentários:

Maria José disse...

Concordo plenamente com cada uma destas palavras. Grande abraço.

Laguardia disse...

Infelizmente no Brasil temos dois tipos de cidadão, segundo Lula aqueles que tem "biografia", como José Sarney. Estes estão acima da lei e da constituição.

O outro tipo de cidadão é o comum para o qual os rigores da lei são aplicados.

Nós, os cidadãos comuns, somos a maioria e temos que nos conscientizarmos de que nós podemos mudar a situação.

A infelicidade no entanto é que o cidadão comum, por hora, luta para ser um cidadão com "biografia" imune as leis, e não fazer justiça social para todos.

Nossa luta tem que continuar para que possamos viver no Brasil em verdadeiro Estado Democrático de Direito.