sexta-feira, 7 de maio de 2010

PRESIDENCIAVEIS DEBATEM EM BH.

Aconteceu ontem em BH, o primeiro debate promovido pelo 27ºCongresso Mineiro de Municípios entre os presidenciáveis :Serra(PSDB), Dilma(PT) e Marina(PV), tendo como tema principal a questão dos municiíos. Prometeram se eleitos, valorizar os municípios, ao afagarem os prefeitos. Dilma foi a primeira a falar citandi uma sperie de programas entre o governo fedral e as prefeituras, alem do PAC, saneamento, bolsa familia, programa Territórios da cidadania e habitação. "O que importa é ampliar ainda mais as relações republicanas e que o governo jamis olhou a filiação partidária dos prefeitos ao investir, impedindo que municípios mineiros fossem afetados pela crise mundial. Marina por sua vez, "A questão política continua a pesar nas finanças das prefeituras". Ao afirmar que,"boa partedosresursos ainda não são respassados sem mediação política", afinetando a fala da ex-ministra quanto a relação republicana. Na primeira fala,Marina foi a mais aplaudida, defendeu a ideia de que o municipalismo é nova forma de gestão pública,pedindo novo pacto federal, defendendo tambem a ampliação de verbas federais para a saúde,lembrqndo inclusive a ideia do senador Pedro Simon(PMDB/RS) de uma reforma política. "O Brasil merece um processo político em lugar de um plebliscito. O Serra iniciou sua participação lembrando que disputou por 3 vezes a Prefeitura de SP:"A vida pública só podia ser completa se fosse prefeito alguma vez, porque é ele quem está cara a cara com a população, que por sua vez vive no municípios, destancandoo aumento das obrigações das prefeituras desde a Constituição de 88, sem contrapartida do aumento da receita. Quantos as reformas, foram unânimes na necessiadade de uma reforma tributária, divergindo nas propostas de distribuição das receitas. Afirmou que se eleito, chamará o PV e o PR para participar de seu governo, destacando uma nova constituinte para reformas estratégicas, referindo-se a fala de Marina.
MOMENTOBRASILCOM(Comenta):
Partindo-se do princípio de que no inicio tudo são flores, este primeiro encontro público não poderia ser diferente. Ocorreu em nível amigável,muito mais para sentirem as reações do eleitorado e imprensa. Foi muito superficial as apresentações dos respectivos programas.Limitando-se em avaliar as performances dos adversários. Não diríamos 'jogo de cena', mas jogo para a torcida.

Um comentário:

Airton Leitão disse...

Mais uma vez Dilma demonstrou que não sabe debater, mesmo que à distância.
Nesse encontro de BH, Serra afirmou que, se eleito, chamaria PT e PV para colaborar em termos de programa. Muitas horas depois, Dilma ironizou a declaração de Serra e disse que seria um desprestígio para seus correligionários chamar gente dos dois partidos.
Ela se esqueceu de que entre os quase 40 ministros de Lula estão representantes da grande "base aliada" de Lula. Com isso, o PT está desprestigiado?
Fala sério, Lula!!!