sexta-feira, 14 de maio de 2010

AQUECIMENTO GLOBAL? (!!!!!!).

Painel climático da ONU começa a ser revisado:
Um grupo de academias nacionais de ciências começa a revisar nesta sexta-feira a atuação do painel climático da ONU, a fim de restaurar sua confiança, abalada pela descoberta de erros em um relatório de 2007 sobre o aquecimento global. Esta é a primeira reunião do comitê, que continua reunido até sábado. Os membros vêm de países que incluem Brasil, África do Sul, China, Índia, Alemanha, Grã-Bretanha, Holanda e Malásia. O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, anunciou a revisão em março, depois de toda a polêmica em torno de erros do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC, sigla em inglês). Colocou-se em dúvida a ideia de que o aquecimento global seja causado pela ação do homem. Os críticos dizem que os relatórios foram enviesados de maneira a excluir pontos de vista alternativos.Segundo Rajendra Pachauri, cientista indiano e presidente do IPCC, o pedido de revisão foi feito pelo próprio painel. "É preciso escutar e aprender o tempo todo e encontrar um jeito de unir as diferentes necessidades das sociedade espalhadas pelo mundo", afirmou. Pachauri reluta às críticas e defende que a ameaça representada pela mudança climática é real e está se acelerando com as emissões humanas de gases do efeito estufa. Ele alega que o número de erros no chamado Quarto Relatório de Avaliação, documento publicado em 2007 com mais de 3.000 páginas e já citado em mais de 10.000 trabalhos científicos, é mínimo. Exageros - Em janeiro, os autores do relatório admitiram que o painel exagerava o ritmo de derretimento das geleiras do Himalaia. Em abril, reconheceu outro exagero, na sua avaliação de quanto a Holanda está abaixo do nível do mar. Porém, Ki-moon reafirmou as conclusões do IPCC de que o painel tem 90% de certeza de que a ação do homem é a principal causa de mudanças climáticas ocorridas nas últimas décadas e que elas vão levar a mais ondas de calor, enchentes, secas e a alta dos níveis do mar. O comitê de revisão do relatório foi nomeado pelo Conselho InterAcadêmico (IAC). Robbert Dijkgraaf, copresidente do Conselho, disse que, embora bancada pela ONU, ela será completamente independente. As questões a serem revistas incluem "garantias e controle de qualidade de informações; o tipo de literatura que pode ser citado em relatórios do IPCC; revisão especializada e governamental de materiais do IPCC; a inclusão de uma gama completa de visões científicas, e a correção de erros", segundo o comitê. As conclusões devem ser entregues até o fim de agosto. O IPCC dividiu o Prêmio Nobel da Paz de 2007 com o ex-vice-presidente dos EUA Al Gore, dedicado à causa climática. Seus relatórios são a principal base para as decisões políticas relativas à mudança climática global.
(Fonte: Agência Reuters).
MOMENTOBRASILCOM.COM(Comenta):
Chorar sôbre 'leite derramado" nunca adiantou nada. Pedidos de desculpas tambem. O mais sensato e honesto, é admitir-se os erros e urgentemente adotar as medidas necessárias para o restabelecimento da normalidade e precaver-se para não mais ocorrer tão lamentável incindente.

Um comentário:

Anônimo disse...

Já se falou muito sobre Mudanaçs Climáticas (causas, efeitos, prós e contras), mas está se deixando de lado o conhecimento real de como a sociedade "está percebendo" este assunto. Por este motivo, na Região da Grande Vitória (ES), estamos na fase final de elaboração de um estudo onde avaliamos a percepção ambiental da sociedade frente a esta problemática. Caso alguém deseje maiores infromaçãoes, contatar roosevelt@ebrnet.com.br