sábado, 27 de fevereiro de 2010

MUDANÇAS NO, e DO PLANETA.

O aquecimento global, mudanças climáticas, fenômenos, cataclismas, vendavais, tsunamis, terremotos etc, para católicos, evangélicos e demais segmentos religiosos, são o 'final dos tempos', o 'dia do juízo final' ou coisa que valha, respectivamente. Mas para nós os espíritas, a explicação destes acontecimentos em outra conotação e de entendimento totalmente aceitável, pois nos leva ao lógico raciocínio. Desde a metade do século passado, respeitáveis médiuns brasileiros como Divaldo Pereira Franco (BA) e Francisco Cândido Xavier (MG), seguindo orientações de seus 'mentores espirituais', Joanna de Ângelis e Emmanuel, vem nos alertando para as mudanças que o planete terra (mundo de provas e expiações) sofreria, como ajuste necessário para a própria evolução e, a consequente mudança para mundo regenerador. A cerca de poucio mais de um ano, astrônomos cientistas descobrem novo planeta bastante semelhante ao nosso. Será que é novato? ou já existia e somente agora foi-nos dado o 'direito' de conhecê-lo em virtude de ser o tempo certo para tal? Ficamos que esta opção. As desavenças que ocorrem que no Oriente Médio, nada mais é que um chamamento à atenção do Pai Celestial,para a união entre nações e que todos somos irmãos independemente de qualquer credo, cor, cultura ou condição social. O terremoto que acaba de 'sofrer' o vizinho país do Chile e os tisunamis que virão ocorrer em todo o Pacífico, são a constatação das prévias informações que nos foram dadas. O objetivo é : uma só nação, uma só língua e DEUS.

5 comentários:

Maria José disse...

Este post está perfeito e como Espírita que sou, permita-me um comentário. A filosofia espírita, debruçando-se sobre estes temas que envolvem os chamados desencarnes em massa, nos permite a seguinte digressão: “[...] a destruição é uma necessidade para a regeneração moral dos Espíritos”, uma das questões de O livro dos Espíritos. Todos estes fatos que estão acontecendo no nosso Planeta, agora, em quantidade assustadora, supõem três núcleos semânticos: destruição, necessidade e regeneração moral. Essas fases são importantes de serem vivenciadas, uma a uma, para passarmos de Planeta de Provas e Expiações, para Planeta de Regeneração. Está acontecendo. Que procuremos nos tornar melhores agora, para vislumbrarmos futuros mais felizes. Parabéns pelo post e abraços fraternos.

Rosan disse...

olá.
muito bom este post, só reforça o que a doutrina vem nos ensinando e mostrando para quem quer aprender, que o planeta passa por mudanças, e é a última hora para nos modificar, se queremos fazer parte deste mundo regenerado e mais feliz, não temos tempo a perder...o bem semeado será colhido assim como as ervas daninhas...

abraço forte

Rosan

MOMENTOBRASILCOM.blogspot.com disse...

Maria José, pq pede permissão para fazer comentários? Que tipo de "espírita' seria,eu? UMA ADVERTENCIA A VC e a todos que vierem solicitar permissão. O PRÓXIMO PEDIDO, SERÁ SUMARIAMENTE 'N-E-G-A-D-O".(KKKKKK). Abrçs. Roy Lacerda.

REGINA GOULART SANTOS disse...

Querido amigo Roy.
Gostaria de parabenizá-lo pelo belíssimo post.
Diante de tantos fatos catastróficos noticiados pela mídia, nada mais confortante do que vir aqui e poder ler este belo texto que tem por base os importantes ensinamentos da doutrina filosófica e científica espírita, que elucida os porquês dos atuais acontecimentos.
Sempre há tempo para as mudanças necessárias em prol da humanidade, e talvez o ser humano consiga agora aprender que somos todos irmãos, e que existe apenas uma raça, A RAÇA HUMANA que habita um lindo planeta azul chamado Terra.

Um beijo de luz na alma

Consultório de Psicologia Popular disse...

Olá aqui é sua amiga do Paraná, gostei muito dessa matéria. se me permitir vou fazer um link dela em meu blog rs... parabéns pelo trabalho gosto muito de seu blog.
abraços