sábado, 31 de outubro de 2009

RELAX de FIM de SEMANA (Sábado)

Êste é um encontro de gigantes!


Carnaval/2009(Salvador), circuito "Barra/Ondina, sábado à noite.(Por Roy Lacerda)/

RELAX de FIM de SEMANA (Sàbado).

Música instrumental de primeira qualidade!


sexta-feira, 30 de outubro de 2009

A BONDADE de AMIGOS/PARCEIROS/LEITORES!

O título deste selo/premio, deixa-nos realmente envaidecidos. Não tinhamos ao iniciarmos este trabalho tal pretensão. Mas, como não somos donos da nossa vontade (e muitos erradamente pensam que são) e, para alegria de alguns leitores, conseguimos 'surpreender & conquistar-los", como está sendo com o ENTRELINHAS (http://www.reginagoulartsouza.blogspot.com/) e que aproveito para confessar: pouquíssimas vezes algo conseguiu realmente emocionar-me. Presto agora minha homenagem as amigas, parceiras e leitoras, que pela maneira, inteligencia e sensibilidade que trazem aos respectivos blogs, não só a mim, mas tenho certeza que tambem a muitos, 'surpreenderam e conquistaram: 1-www.anavision.blogspot.com(HUMAMA),2-www.entremeios-angela.blogspot.com , 3-www.relaçõesamorosasexplicitas.blogspot.com , 4-www.normavillares.blogspot.com(ECOS D'ALMA) , 5-osestadosdealma.blogspot.com(ALMA INQUIETA, 6-tusmanosblancas.blogspot.com , www.belkistorresfranco.blogspot.com (DE TUDO...UN POCO)//.








QUANTA HONRA! Será que a merecemos?


Êstes selos/premios indicados e concedidos ao MOMENTOBRASILCOM.Com pela Ângela do www.entremeios-angela.blogspot.com e que nos deixa emocionados e ao mesmo tempo contentes, pois de certa forma, nos dá a cerrteza que nosso trabalho tem contibuído para algo de bom neste Brasil 'varonil'. Dividimo-os com os amigos/parceiros:

1-www.arcadoconhecimento.blogspot.com(ENTRELINHAS), 2-www.indiamanauara.blogspot.com , 3-www.anavision.blogspot.com(HUMANA). Todos realizam excelente trabalho na linha a que se propõem.

UM RETRATO REAL DO BRASIL!

O pedaço mais visível do lodaçal :
Sem medo de ser censurada, a Folha de S.Paulo continuou no domingo (25/10) a desafiar o Superior Tribunal de Justiça de Brasília com a publicação de novos trechos dos relatórios da Polícia Federal sobre o tráfico de influência praticado em nome do senador José Sarney por seu filho Fernando. A matéria ganhou grande destaque nas páginas internas, mas não chegou à capa – talvez por falta de espaço. Independente do motivo da omissão, vale lembrar que tráfico de influência é um ilícito penal e moral. Inclui-se no âmbito da prevaricação e da corrupção. Vale lembrar também que o formidável poder do crime organizado que hoje ganha as primeiras páginas da imprensa mundial resulta da leniência da sociedade brasileira para com a pequena delinqüência. A troca de favores, o nepotismo, o superfaturamento, as propinas, o suborno direto ou indireto tornaram-se tão corriqueiros que já não incomodam as autoridades nem indignam os cidadãos.Mas esta rede de indulgências é uma das responsáveis pela sublevação do narcoterrorismo no Rio de Janeiro. A metralhadora que derrubou o helicóptero da polícia não fabricada no Rio. Veio do Paraguai, da Bolívia ou do Suriname. Não foi importada; foi
contrabandeada e o contrabando só existe quando não há fiscalização nas fronteiras ou quando a fiscalização é exercida por comparsas dos criminosos. É evidente que a família Sarney não está implicada no circuito de delitos que começa num país vizinho e chega ao Morro dos Macacos, em Vila Isabel. Mas salta aos olhos a intensa interatividade entre os diferentes estágios e tipos de delinqüência infiltrados em nossa vida pública. O Rio de Janeiro não é a capital do crime. A Cidade Maravilhosa é apenas o pedaço mais visível do lodaçal que corre nos subterrâneos do país.
Coalizão de ilicitudes :
Na entrevista que concedeu ao repórter Kennedy Alencar, da Folha de S.Paulo, o presidente Lula declarou taxativamente que a manutenção de José Sarney na presidência do Senado é uma questão de segurança institucional. Não reparou que a blindagem oferecida pelo Executivo a um chefe do Legislativo bombardeado por tantas denúncias é um formidável estímulo ao sistema de bandalheiras conjugadas que converteu a sociedade cordial numa das comunidades mais ferozes do mundo. O tráfico de drogas pesadas é hoje uma atividade secundária do chamado crime organizado. O crack é infinitamente mais barato, mais "democrático", produz mais danos, produz maior dependência e não exige um aparato logístico tão complicado como o comércio da cocaína ou mesmo da maconha. O "modelo de negócio" do crime organizado envolve hoje um feixe atividades diversificadas, paralelas, menos arriscadas, como transporte público na periferia, distribuição de gás, acesso à TV a cabo e, principalmente, segurança. As milícias, como negócio, são extremamente rentáveis: o cidadão que aceita pagar 30 reais mensais pela proteção da sua casa ou comércio torna-se cliente vitalício: se romper o acerto, está liquidado. Não adianta ir à delegacia para reclamar: alguns policiais têm "bicos" nas milícias ou trabalham para empresas de segurança que servem aos figurões da República, do estado ou do município. O ramo da segurança privada é um dos melhores negócios do país porque está conectado àqueles que produzem insegurança. Seus interesses conflitam apenas na aparência, ambos estão sempre no lucro. A fortuna e o poder do deputado-castelão Edmar Moreira (sem partido- MG) são exemplos da grande coalizão de ilicitudes que domina e degrada o país.
Mais charme:
A imprensa trata a violência de forma fragmentada, atormentada pela incrível sucessão de ocorrências, sem tempo, sem espaço, sem recursos ou estímulos para investigações de fôlego. Por isso não consegue buscar os elos entre o helicóptero abatido pelos bandidos e o assassinato do ativista Evandro João da Silva, do AfroReggae, nas barbas de um capitão da PM que ainda ficou com seus pertences. Não se trata de uma conexão factual, concreta, mas de um encadeamento mais sutil e cujo ponto de partida não é propriamente a impunidade; é a certeza de que a impunidade será obtida graças à corrupção dos agentes públicos em todos os escalões. Ao examinar a cobertura da luta contra o narcoterrorismo no Rio é preciso levar em conta que grande parte da mídia brasileira está situada a quase 500 quilômetros de distância. Os quatro semanários e dois dos três jornalões nacionais estão sediados em São Paulo e os mirrados cadernos onde publicam a cobertura da violência são destinados aos assuntos ditos urbanos. Depois dos acontecimentos no Morro dos Macacos, não sobra espaço para noticiar a violência local, mesmo porque os dois jornalões estão empenhados há anos na disputa pela hegemonia no campo político. A cobertura "policial" é subproduto, ganha a primeira página quando acontece no Rio porque tudo no Rio tem mais charme, inclusive as tragédias.//(Fonte:AlbertoDines)//.
CPI-BRASIL.COM(Comentário):
Esta matéria é o retrato real do país na súltimas décadas. Independetemente do qual partido esteve na 'situação'. Os ideais partidários de há muitom nãomais existem. E sim, os ideais particulares daqueles que compóem as siglas partidárias. O trabalho em prol da nação, é coisa do passado. Vive-se hojeo bem-estar de quemtem aceesoaos cofres do governo para dele,levar 'seu' quinhão. O resultado, aí está. Dane-se o idiota povo!.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

AINDA O BLÁ-BLÁ-BLÁ do DIPLOMA.

Deputados votam na quarta-feira exigência do diploma para jornalistas:
O projeto que restabelece a obrigatoriedade do diploma de bacharéu para o exercício da profissão de jornalista será votado na Comissão de Constituição e Justiça nesta quarta-feira (28). O parecer do relator, deputado Maurício Rands (PT-PE), é favorável à constitucionalidade da matéria. Rands alega que a PEC 386/09 não ofende as cláusulas invioláveis da Constituição: forma federativa do Estado, voto direto, secreto, universal e periódico, a separação dos Poderes e os direitos e garantias individuais. Em junho, o Supremo Tribunal Federal acabou com a obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão com o entendimento de que a exigência feria a liberdade de expressão prevista na Constituição. O deputado cita trecho do voto do ministro Marco Aurélio o único do STF que decidiu pela manutenção do diploma. "O jornalista deve ter uma formação básica, que viabiliza e atividade profissional, que repercute na vida dos cidadãos em geral", disse o ministro. "Tendo o profissional um nível superior estará mais habilitado à prestação de serviços profícuos à sociedade brasileira". O relatório de Maurício Rands ainda afirma que a obrigatoriedade do diploma não revoga o direito ao exercício da profissão dos jornalistas que tenham registro precário. //(Fonte:TERRA)/..
CPI-BRASIL.COM(Comentário):
Faz-no
s rir, tanta 'babaquice' dos nossos políticos. Tentam à todo custo, burlar a Constituição. Os PECs (Projetos de Emendas Cotitucionais), nada resolvem. È necessário mudar-se todo o "artigo", paragráfos, caputs etc. À título de mostrarem 'serviços', continuam 'tapando o sol com peneiras'. Tentam enganar a nação pois, sabem qual a verdade e o resultado. Aquilo que está na 'CartaMagna', nem sempre agrada à todos. Infelizmente, nós sambamos.

domingo, 25 de outubro de 2009

RELAX de FIM de SEMANA (Dominical).

A VIDA É ROSA!

É PRECISO SABER VIVER!

A letra da melodia, expressa como devemos 'encarar' a vida!

sábado, 24 de outubro de 2009

RELAX NO SABADÃO!

Salve Clara Nunes, Filhos de Gandhi e os "Cartões Postais de Salvador.

RELAX de FINAL de SEMANA (Dominical)


RELAX de FIM de SEMANA.

A execução, é espetáculo à "quatro mãos". Vale à pena ouvir e assistir.

RELAX de FIM de SEMANA. (Sábado).

Bela interpretação do Pepino di Capri.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

ABELHAS, MEL & CURIOSIDADES!



As abelhas passam o dia atrás do pólen, do néctar, da água. As crianças e a rainha muito bem cuidadas à geleia real.
EM UMA segunda-feira por mês, há uma palestra sobre comida, "Entre Estantes e Panelas - A Gastronomia de Pensar" na Livraria Cultura (av. Paulista, 2.073, tel. 0/xx/11/3170-4059; grátis), às 18h. (A data do próximo encontro não foi definida.) Não perco por nada. Na última segunda, dia 19, foi sobre abelhas nativas. Consciente de minha ignorância, estudei rapidamente o que as abelhas levaram milhões de anos aprendendo. Como arrancar o mel das flores e, ao mesmo tempo, polinizá-las. Demoramos só uns mil anos para negociar com elas sua doçura.
Vejamos uma colmeia quando tudo está correndo às mil maravilhas. Há 50 mil abelhas funcionando. Delas, 49 mil, as operárias, são estéreis. Fazem o trabalho todo, inclusive a faxina. Procuram as flores, constroem e defendem suas casas, tomam conta dos pequenos, saem às compras. Não têm filhos, trabalho que é deixado para a rainha, que põe cerca de 2.000 ovos por dia e precisa ser alimentada à vela de libra. De vez em quando, a rainha bota um ovo não fertilizado, que se transforma no macho, o zangão, cabeçudo e forte que não faz absolutamente nada. Eles ficam somente esperando que as fêmeas façam todo o serviço da casa e ainda lhes encham a pança. Dão uns passeios com outros machos, sempre de olho nas virgens. Se conseguem se casar, não voltam mais (historinha dramática que fica para outra vez). Se não arranjam um par, voltam para a colmeia e continuam a "dolce vita". Mas até abelha tem limite. Quando vai chegando o outono e continuam solteiros e esfomeados, são postos para fora para que a comida não se acabe, e morrem no frio. E as abelhas continuam no seu ramerrão inacreditável. As crianças e a rainha muito bem cuidadas à geleia real. As abelhas "caçadoras" passam o dia procurando o pólen, o néctar, a água. Lá dentro da casa, são esperadas por outras que pegam o butim e passam o dia bombeando o néctar para dentro e para fora do estômago, convertendo a sacarose [ ] em frutose. Essas operárias sempre enxergam o mundo lá fora com uma ponta de desejo. E não é que chega um dia em que são chamadas por um cordão de dançarinas que, na sua coreografia, indicam a distância e a altura que se deve voar? Coragem! As antigas donas de casa saem voando e, imediatamente, aprendem a buscar o mel, até que suas asas finíssimas comecem a mostrar sinais de uso e [ ] de velhice. E um dia, pumba, morrem. E o incrível é que não haja um ditador mandando nessa complexa estrutura, superorganismo que pensa depressa, adapta-se, e depende da sabedoria para sobreviver. E é claro que tudo que afeta esse programa das abelhas, seus sentidos, sua digestão, seus instintos, é suficiente para confundir esse coreto tão bem ensaiado. Já entenderam, não é? Qualquer vírus, mudança, pode confundir a lógica perfeita desse time de lutadoras. Poluentes, falta de variedade nas flores e mais e mais. E se todas as abelhas sumirem... É uma história comprida e nem comecei ainda a falar das nossas abelhas nativas, do favo da jati que não era tão doce como os lábios de Iracema, a virgem dos lábios de mel. Vamos todos aos seminários, é melhor. E enquanto não chega o próximo, podem ler o livrinho "Fruitless Fall: The Collapse of the Honey Bee and the Coming Agricultural Crisis" (outono infrutífero: o colapso da abelha e a emergente crise na agricultura, sem previsão de lançamento no Brasil), de Rowan Jacobsen. Supimpa. //.(Fonte:Nina Horta/FOLHA)//.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

E HAJAM MORDOMIAS!

Eles gostam de luxo :
Móveis de marcas famosas são encontrados em gabinetes e salas de visita dos três Poderes. Um sofá pode custar mais de R$ 10 mil Não são apenas os deputados que gostam de conforto e luxo.
As marcas chiques e famosas estão presentes também em outros recantos da Esplanada, enfeitando antessalas e gabinetes dos três Poderes. Poltronas Barcelona e Le Corbusier (as mesmas que enfeitam o cafezinho da Câmara) formam o mobiliário da sala de espera do gabinete do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Lençóis Trussardi, ao preço de R$ 696 a unidade, forram as camas vestidas pela Presidência da República. No Supremo Tribunal Federal (STF), um único sofá de dois lugares, marca Estoline, com design de Fabrizio Ballardini 1997, custou R$ 10,6 mil em março do ano passado. Lá, a reforma de um sofá pode custar até R$ 5 mil. O sofá Estoline, em couro natural, foi adquirido para o gabinete do ministro Menezes Direito. Segundo explicação do STF, trata-se de mobiliário destinado a atender às mais diversas autoridades do país, que frequentam os gabinetes dos ministros. “Considerando tratar-se da mais alta corte do Judiciário do país, é natural que se tenha critério na escolha do mobiliário, que deve sempre ser sóbrio e compatível com o ambiente”, diz nota da assessoria de imprensa. O levantamento foi feito, a pedido do Correio, pela ONG contas abertas, a partir de dados oficiais do Siafi (sistema informatizado que registra os gastos da União). Os gastos da União com mobiliário somam R$ 746 milhões nos últimos três anos, mas a maior parte é de móveis funcionais, necessários ao trabalho dos servidores. (Por Lucio Vaz)//.
MOMENTOBRASILCOM(Comentário):
E haja impôsto apagar, para sustentar as modormias da pça. dos Três Poderes. Até na sala do cafezinho?

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

TREM da ALEGRIA EM ÀGUAS FLUVIAIS.

Um verdadeiro "Trem da Alegria", navegou pelas àguas do Velho Chico, patrocinado pelos contribuintes e chefiado pelo presidente Lula.O carnaval em água doce foi motivado pelo suposto lançamento da Pedra Fundamental(?) nas obras de transposição do rio São Francisco, mas, é sabido por todos que o motivo-mor é a candidatura da Chefa-da-Casa Civil, que, entusiasmada pelos 'comes & bebes', fez às vezes do 'chefe' qando profere as conhecidas pérolas, e saiu-se com esta: "O sertão vai virar mar". Ao que nos consta, neste mundo será muito dificil.A menos que o governo queira tambem fazer a transposição do oceano Atlântico. De guerrilhas, mal-humor, fala de educação, mentiras etc, sei que a ministra é 'catedrática". Já como historiadora, vê-se que não passa de um 'zero à esquerda". De baboseiras e falta de cultura, basta-nos o atual presidente. È o caso de dizer-se:"ATÉ TU, ESTÚPIDA!"

domingo, 18 de outubro de 2009

RELAX DE FINAL de SEMANA (Domingo)

Continue no "relax"e navegando no MOMENTO e 'cavalgando' com Roberto.

sábado, 17 de outubro de 2009

RELAX DE FINAL DE SEMANA! (Sábado)

Naveguem pelo MOMENTOBRASILCOM.COM e pelo lago azul de "Ipacacaray" e tenham um tranquilo Fim de Semana.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

SE A MODA PEGA...!

Juiz chama "BBBs" de "gostosas" em sentença :
Assistir às "gostosas" do "Big Brother Brasil" foi uma das justificativas de um juiz do Rio para dar ganho de causa a um homem que ficou meses sem poder ver televisão. O juiz Cláudio Ferreira Rodrigues, 39, titular da Vara Cível de Campos dos Goytacazes (278 km do Rio), justificou sua sentença dizendo que procura "ser sempre o mais informal possível". Ao determinar o pagamento de indenização de R$ 6.000 por defeito em um aparelho de TV, o juiz afirmou na sentença: "Na vida moderna, não há como negar que um aparelho televisor, presente na quase totalidade dos lares, é considerado bem essencial. Sem ele, como o autor poderia assistir às gostosas do "Big Brother'?". O magistrado disse que procura ser direto para que o autor da ação entenda por que ganhou ou perdeu. Para ele, quem reclama na Justiça é quem mais deve ser respeitado, porque "é o cara que paga o tributo". "Não adianta ficar falando só o que os advogados sabem sem chegar à cognição do juridicionado. Fiz aquela folha de brincadeira para deixar informal." Ele argumenta que a expressão foi usada para fundamentar o autor da ação, um senhor que contou ter ficado por seis meses sem assistir ao "BBB", ao "Jornal Nacional" e a jogos de futebol, por um defeito da TV. O juiz diz que não se arrepende. "[As garotas que participam do "BBB'] Não são escolhidas pelo padrão de beleza? 90% das mulheres que vão para lá são bonitas realmente. Talvez eu tenha pecado pela linguagem. Poderia ter falado: "Deixando de observar as meninas com um padrão físico'", ironizou. Na sentença, ele ainda faz piada com dois times cariocas. Assim como o autor da ação, que contou ser flamenguista, ele brinca com a situação do Fluminense e do Vasco, que foi rebaixado no ano passado. "Se o autor fosse torcedor do Fluminense ou do Vasco, não haveria a necessidade de haver TV, já que para sofrer não se precisa de TV", diz, na sentença. "Eu sou flamenguista, mas todo mundo sabe disso. Tem um outro processo em que eu sacaneio o meu próprio time. E não provocou nenhuma celeuma. Eu podia ser criticado se eu fosse moroso demais. Estou fazendo o que meu antecessor não fez." /.(Fonte:MALU TOLEDO/ Folha de S.Paulo) //.
MOMENTOBRASILCOM.COM(Comentário):

Não é gozação, mas, sem comentário.

OS DOIS LADOS DA MOEDA.

Enquanto a ministra Dima, sofre pressões e protestos dos 'quatro cantos' do país, a ex-ministra Marina, angaria aos poucos importantes adesões. Diz o ditado: 'dizes-me com que andas; e te direi quem és! Acompanhando Lula nas viagens, e de tanto ouvir as pérolas presidenciais, desandou a fazer das 'suas'. A possível liberação dos produtos transgênicos e o primeiro deles seria ou será o arroz, a reação do grupo 'greenpeace" foi imeidiata e já fez grande 'eco' na sociedade. Pelo andar da'carruagem', assim como aconteceu com a restituição do IR, onde rapidinho o governo voltou atrás, certamente tambem neste caso o desfecho sera o mesmo. Afinal de contas, quem tem... Tem medo! Alem do mais, a candidata presidencial, devidamente autorizada, inclui em seus discursos 'veladas' crítica' ao principal administrador da Vale, em tentativa de mudar-se o comando. Em tempos de crises e maremotos políticos(vide o pega-pega na Bahia), quem não tem carisma e simpatia, ostentando sempre impáfia e autoritarismo, tem a corda bamba por caminho.

ENFIM ALGO BOM NO BRASIL!



Para desopilar o fígado.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

O PODER DO CHARME E DA ELEGÂNCIA!

A raposa e o corvo:
O francês Rafale nunca foi testado em combate, é mais caro e, por essas e por outras razões, nunca venceu concorrências.
NOITE DE 2 de maio, 1982, guerra das Falklands/Malvinas. Em rápida sucessão, dois torpedos disparados pelo submarino nuclear britânico Conqueror perfuraram o casco do cruzador argentino General Belgrano.Entre dilacerados e queimados a bordo por explosões primárias e secundárias ou afogados no subsequente naufrágio, a Argentina perdeu naquela noite 323 marinheiros. Chocado, o almirantado argentino recolheu às bases todas as suas unidades, de onde nenhuma delas voltou a sair antes do fim das hostilidades. Dois torpedos, uma esquadra inteira fora de combate. Livre associação de ideias: se equipada com torpedos Shkval, a frota de submarinos Varshavyanka e Amur, comprados da Rússia pela Venezuela, terá capacidade teórica de varrer do Atlântico, em poucos dias, toda a sucata flutuante da atual marinha de guerra brasileira. Propelido por cavitação, esse míssil subaquático leva menos de um minuto para atingir qualquer navio ou submarino a dez quilômetros de distância, sem lhe dar tempo para manobra defensiva. Que dizer duma estática plataforma? Na vociferante controvérsia estratégica de hoje, a marinha de superfície aparece como ainda insubstituível para certas operações. Mas as armas decisivas de qualquer confronto aeronaval são agora submarinos, torpedos, aviões, helicópteros, mísseis -e respectivos meios cibernéticos. Enquanto a Venezuela se arma nessa linha para atacar a Colômbia e instalar ali regime "bolivariano" aparelhado pelas Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (oportuno "casus belli" é questão de tempo), o Brasil boceja perante opções tardias de adequada resposta. Lembrado talvez da fábula "A Raposa e o Corvo", tal como recontada por La Fontaine, o presidente francês Nicolas Sarkozy tem recorrido a adulações marqueteiras para levar o ingênuo presidente brasileiro a preferir o
Rafale para reequipamento central da Força Aérea Brasileira. Não será de todo irrelevante lembrar que o bilionário senador Serge Dassault é amigo e patrocinador eleitoral de Sarkozy. Dassault controla a fabricante do Rafale e também importante segmento da mídia francesa (Apesar do que, neste ano, um tribunal lhe cassou o mandato de prefeito de Corbeil-Essonnes, municipalidade próxima de Paris, por compra de votos na última eleição). Dassault espera que o Estado francês o ajude agora a vender o Rafale. Ele e Sarkozy têm custeado, para isso, bajuladoras viagens à França de parlamentares e autoridades brasileiras com influência na decisão. Mas tão complexa equação seria acessível à maioria desses convidados? Cada variável corresponde a alguma opção aviônica (referente à parafernália eletrônica de bordo) ou de logística, ou ainda a fatores estratégicos, como autonomia tecnológica e garantias de reposição de material perdido em ação. A matéria, desafiadora até para refinadas seleções de especialistas, é decerto inacessível à análise de jornalistas leigos e políticos incultos. Note que, ao adiar o Programa FX, em 2003, Lula impôs ao Brasil irresponsável atraso ao já então precárireaparelhamento de nossa defesa. Caças-bombardeiros Sukhoi 30MK2, como os da Venezuela, sonho e pesadelo dos pilotos da FAB, são tidos como superiores a qualquer outro, com possível exceção do americano F/A 18 Hornet (dependendo de perícia dos pilotos, armamentos, aviônica). Os fabricantes de ambos, porém, recusam partilhar os segredos da respectiva tecnologia. A precaução visa tanto resguardar mercado quanto prevenir repasse -acidental ou intencional- a adversários potenciais. Os franceses prometem ser mais flexíveis quanto à transferência, não se sabe bem até que ponto. Mas o Rafale nunca foi testado em combate, é mais caro, e, por essas e outras razões, nunca venceu concorrência. Ao rejeitá-lo, como também a Índia o fez, a Austrália alegou uma razão que o Brasil deveria ponderar: raio de ação relativamente curto. O Rafale foi projetado para guerra na Europa, onde trajeto de mil quilômetros pode transpor meia dúzia de países. Não serve para a vastidão continental da Austrália. Que, aliás, é até pouco menor do que o Brasil. Transferência de tecnologia é decerto ponto essencial na barganha em curso. Fator decisivo da derrota da Argentina na guerra das Falklands/ Malvinas foi sua incapacidade de pronta reposição de arsenal e equipamento. Já em nosso caso, a prioridade imediata deve ser superioridade capaz de dissuadir os potenciaisagressores. //.(Fonte:ALDO PEREIRA , 77, é ex-editorialista/Folha.)/
MOMENTOBRASILCOM.COM(Comentário):
Se a Força Aèrea for renovada com os aviões da caças franceses, o charme e a elegância da Preimeira Dama, CarlaBruni realmente impressionaram ao presidente Lula. Nesta história, o que existe é: Lôbo em 'pele' de cordeiro, rapôsa tomando conta de galinheiro e cobra 'comendo' os pintos e um presidente 'bobalhão'!.

PRÊMIO NOBEL!

No ano da crise macro, prêmio vai para o micro:
No ano da maior crise financeira desde 1929, seria esperado que o Prêmio Nobel fosse para algum trabalho que ajudasse a compreender melhor as forças de mercado que levam o mundo, de tempos em tempos, para o colapso. Em vez disso, a academia laureou pesquisas talvez menos ambiciosas, mas não menos importantes, que focam o papel de empresas e indivíduos -particular e coletivamente- na crise e seus mecanismos internos para se manterem no jogo do mercado. Segundo analistas, o prêmio foi uma vitória do mundo real e das pessoas comuns sobre o fundamentalismo de mercado, que apregoa a busca da eficiência e a tendência de equilíbrio de preços, mas que não impede a instalação do caos. Discute aspectos de regulação e de autorregulação a partir dos interesses de cada agente. Mostra que, independentemente dos governos, pessoas, empresas e sociedade procuram caminhos para resolver seus problemas. E isso não significa que independem da ação dos
reguladores, mas que a complementam. No caso, a cientista política Elinor Ostrom foi a campo pesquisar como comunidades locais convivem com recursos naturais finitos, como lagos e florestas, que despertam cobiças e interesses divergentes, mas sem degradá-lo. Descobriu que, ao contrário do que prega a economia tradicional, que vê um caminho nítido para a destruição, as comunidades conseguem organizar certas regras de convivência para preservar o interesse comum. Acabam sendo mais eficientes do que se tivessem sob uma regulação forte. Oliver Williamson buscou explicação na institucionalização de regras e governança das empresas, como forma de mitigar conflitos e riscos diversos. "[O prêmio] Muda o foco para a microeconomia e sai das discussões de política econômica. Volta-se para aqueles que têm uma menor exposição, por ter menos interferência no debate da política econômica", disse Lauro Gonzalez, professor de microeconomia da FGV. Para Alexandre Di Miceli, coordenador do Centro de Estudos em Governança Corporativa da Fipecafi, a academia procurou nos últimos anos premiar contribuições de outras áreas, como psicologia e ciências sociais, que complementem à teoria econômica clássica. "Economia não é matemática. O ser humano tem uma racionalidade limitada. Tudo isso que estamos vendo [na crise] tem a ver com conflito de interesses, tomada de decisões irracionais, vontade apenas de maximizar o bem-estar de curto prazo, e não de longo prazo. Esses trabalhos discutem isso." O economista Paul Krugman, que levou o Nobel no ano passado, escreveu em seu blog que a premiação é um reconhecimento da importância da economia institucional moderna. "Se o objetivo é entender a criação de instituições econômicas, é crucial ficar atento que há mais variedade nas instituições, uma gama enorme de estratégias que funcionam, do que simplificar a divisão binária entre indivíduos e empresas. O prêmio é também uma lembrança feliz de que a maior parte da profissão não diz respeito só a macroguerras."
"Nós estivemos muito presos aos mercados eficientes e isso estava descarrilando nosso pensamento", escreveu Robert Shiller, professor da Universidade Yale, em blog.//
(Fonte: Toni Sciaretta/Folha)//.

MOMENTOBRASILCOM.COM(Comentário):

Com o devido respeito aos ganhadores,para nós êstes prêmios são dados àqueles que politicamente interessam a determindo(s) país(es).

O TREM DO CABIDE DE EMPREGO À CUSTO ALTO.

Governo pega o trem-bala errado:
Tesouro pode financiar a obra diretamente, o que é estranho. Não existe uso alternativo mais útil para R$ 20,7 bilhões?
O TREM-BALA deve ser um grande negócio. Para empresas de Alemanha, Coreia, Espanha, França e Japão dispostas a morder os empréstimos baratésimos (hoje a juro quase zero) e isenção de impostos oferecidos pelo governo Lula. Antes do superfaturamento de praxe, o custo do trem-bala de Campinas-Rio, via São Paulo, é estimado em R$ 36,4 bilhões. Quem já reformou mesmo um puxadinho sabe que a empreitada sempre supera o orçamento, que dirá numa obra com 90 km de túneis em rochas desconhecidas, terraplenagem em terrenos incógnitos, desapropriações imensas e quilômetros de pontes. O governo pretendia financiar, via BNDES, 60% do custo do projeto, R$ 20,7 bilhões. Mas o BNDES não tem capital suficiente para tanto. Marcio Aith e Agnaldo Brito noticiaram ontem nesta Folha que o Tesouro financiaria diretamente o empreendimento. Suponha-se, de início, que o governo invente um modo legal de emprestar dinheiro do Tesouro a firmas privadas.
Faz sentido o Estado carrear tantos recursos a um empreendimento para o qual a iniciativa privada não consegue levantar fundos? Sim, por vezes, faz sentido a iniciativa estatal -foi assim que o país inaugurou siderurgia, petróleo, pesquisa agrícola, grandes hidrelétricas e telecomunicações. Mas qual o retorno social e econômico de uma linha de trem de passageiros de 510 km? Qual o uso alternativo dos recursos que serão investidos no trem-bala, o TAV? Para começar, as obras ferroviárias do PAC, afora o TAV, valem R$ 20 bilhões, o equivalente ao financiamento oficial do trem-bala. Mas o Brasil tem relativamente menos ferrovias que a Argentina. O grosso das exportações é de produtos que se prestam ao transporte ferroviário e/ou por água: de grande volume, baixo valor agregado, transportadas por grandes distâncias. A cada safra, é comum ver filas de caminhões que vão do porto à serra, como no Paraná, filas devidas a insuficiência logística. As estradas do "Vale do Aço" em Minas, um dos centros da economia do país, parecem de filme "B" de terror, comdespenhadeiros medonhos. Há indícios de que começam reformas sérias dos portos, como emSantos, mas não há estradas, ferrovias e capacidade de armazenagem para levar as mercadorias até lá. Uma pesquisa de 2008 do Instituto de Logística e Supply Chain (Ilos) com executivos de logística de 220 das maiores empresas brasileiras mostra que as companhias deixam de usar o transporte ferroviário por falta de rotas, de vagões e baixa velocidade dos trens (metade da americana). O acesso aos portos é escasso e congestionado. É caro passar de um sistema de transporte a outro. Saiu de moda falar de "custo Brasil", mas os produtos brasileiros não perdem competitividade apenas por causa do real forte, mas por ruindade logística, escassez de ciência e impostos demais. Como propaganda, o governo diz que vai exigir "transferência de tecnologia" das empresas do TAV. Para quê? Onde se vai usar a tecnologia, se mal temos dinheiro para apenas um TAV? Se não temos dinheiro e capacidade administrativa para completar as ferrovias do Centro-Oeste e do Norte?//(Fonte:VINICIUS TORRES FREIREFOLHA)//. MOMENTOBRASILCOM.COM(Comentário):
Mais um empreendimento oneroso para os cofres da nação, mais um tremendo cabide empregos e lavagem de dinheiro em grande estilo. Coisas do Brasil!






ACIDENTES DE MOTOS

As motos e as cidades :
Metade das vítimas de acidentes de trânsito no pronto-socorro do HC de São Paulo são motociclistas
DIAS ATRÁS , o Hospital das Clínicas de São Paulo, principal hospital público da cidade, revelou que metade das vítimas de acidentes de trânsito que chegam ao pronto-socorro da instituição são motociclistas. Em São Paulo, morrem três motoqueiros a cada dois dias.
Há muitas outras estatísticas que mostram o impressionante número de mortes e incapacitações físicas decorrentes desse tipo de transporte, que avança de forma alucinada no país. Não é meu objetivo chocar leitores com números dessa mortandade. Nem condenar à extinção a indústria de motocicletas. O intuito é o de chamar a atenção para a necessidade urgente de busca de saídas para esse problema, que não depende apenas de leis federais. Prefeitos de grandes cidades precisam ter a mesma coragem revelada em São Paulo para limpar as ruas da poluição visual. Com a diferença de que esse tema exige muito mais pressa, porque se trata de poupar vidas.
Estive na China há três meses e surpreendi-me com a inexistência de motos no trânsito caótico de Pequim. Elas são proibidas na capital chinesa e em várias outras metrópoles do país, como Xangai e Guangzhou. Só bicicletas e bicicletas elétricas podem circular nessas cidades, e jamais no meio dos veículos. Usam faixas exclusivas existentes em praticamente todos os grandes centros urbanos. Em alguns, a proibição já dura oito anos, e isso não atrapalha a indústria, que se concentra em bicicletas e motonetas elétricas. Segundo os chineses, a proibição de motocicletas nos grandes centros -elas podem circular no interior- se deu por três razões: segurança, porque elas se envolvem em muitos acidentes com vítimas; por uma questão ambiental, porque poluem muito mais do que os carros; e para melhorar o trânsito dos veículos. No Brasil, haveria uma quarta razão, a redução da criminalidade no trânsito, já que muitos assaltos são feitos por duplas de motociclistas. Os chineses consideram falsa a ideia de que as motos facilitam o trânsito e a locomoção das pessoas. Ao circular entre os veículos, dizem, elas provocam mais problemas do que soluções, porque dão origem a muitos acidentes e incidentes que param ou retardam o tráfego. O ideal seria segregá-las às faixas exclusivas, mas sua velocidade seria incompatível com a das bicicletas. A solução chinesa, então, foi proibir as motos e restringir o uso das faixas para bicicletas e ciclomotores elétricos, que andam a baixa velocidade, mas representam um meio de transporte importante. No Brasil, caminhamos na direção oposta. O governo federal aprovou em julho o serviço de mototáxi no país. A lei permite que cada prefeito possa decidir sobre a liberação do serviço em sua cidade. A ideia de que a bicicleta não se adapta a cidades como São Paulo ou Rio, que têm muitas subidas, também não se sustenta depois do surgimento das eficientes bicicletas elétricas chinesas. O governador do Rio, Sergio Cabral, circulou com uma dessas bicicletas em ruas próximas ao Maracanã recentemente, no Dia Mundial sem Carros (e Motos), e ficou encantado. Prometeu "tapete vermelho, casa, comida e roupa lavada" a quem instalar uma fábrica desses ciclomotores no Rio. Alguém já pensou em proibir o uso de motos em cidades como São Paulo, Rio ou Belo Horizonte? Claro que não. Haveria uma "guerra civil" nas ruas. Isso, porém, não significa que a sociedade deva continuar apática ao problema. Medidas educativas, por exemplo, são bem-vindas. Mas é preciso muito mais do que isso. Mais arrojo e mais coragem. Para salvar vidas. //.
OBS:BENJAMIN STEINBRUCH , 56, empresário, é diretor-presidente da Companhia Siderúrgica Nacional, presidente do conselho de administração da empresa e primeiro vice-presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo).//.
MOMENTOBRASILCOM.COM(Comentário):
Esta é e triste realdidade do país.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

HOMENAGEM A RAY CHARLES


segunda-feira, 12 de outubro de 2009

RELAX NO FERIADÃO!

DESCULPEM SE 'SENSIBILIDADES' FOREM 'MEXIDAS'.

SERÁ VERDADE?

Anticoncepcionais fazem com que mulheres evitem machões :
Elas passam a preferir homens mais paternais, dizem cientistas europeias.
É difícil ser machão no século 21: as mulheres de hoje se sentem menos atraídas por eles. A culpa, dizem cientistas europeias, é dos anticoncepcionais.
Atração sexual é mais, claro, do que uma mera escolha racional. Ela está muito relacionada, por exemplo, aos hormônios. Um sinal disso é que voluntárias, quando estão ovulando, tendem a manifestar maior atração por homens dominantes, masculinos, até brigões -algo como um Clint Eastwood ou um José Mayer.
Já quando elas não estão, tendem a preferir figuras mais paternais, que aparentem oferecer recursos e proteção -talvez um William Bonner. Como as pílulas anticoncepcionais nada mais fazem do que barrar a ovulação, os Eastwoods do mundo saem perdendo. Quem chama a atenção para isso são duas bonitas loiras, em artigo na revista "Trends in Ecology and Evolution". Virpi Lummaa, 35, é finlandesa. Já Alexandra Alvergne, 29, é francesa, mas ambas trabalham na Universidade de Sheffield, que fica no Reino Unido. "Se Mel Gibson [na comédia "Do Que as Mulheres Gostam", em que conseguia escutar os pensamentos das mulheres] tivesse lido trabalhos da nossa área, não precisaria tanto ler a mente feminina", diz Alvergne. Elas ressaltam que as conclusões valem para a atração pontual, momentânea -relações de longo prazo ainda não foram estudadas. "Esperamos encorajar estudos para saber se a pílula afeta a satisfação e a durabilidade dos casamentos." É preciso, também, saber quanto "a simples atração está ligada à escolha real de parceiros". Assim sendo, vale dizer que a atração que os homens sentem também é influenciada pelo ovulação feminina. Um estudo de 2007 mostra bem isso. Pesquisadores acompanharam 18 strippers americanas por 60 dias -tudo pela ciência. Descobriram que elas recebiam cerca de US$ 185 por noite quando estavam menstruando, contra US$ 335 na época da ovulação -e também que não ganhavam tão mal.
Ainda não se sabe, porém, como isso acontece -talvez mulheres se comportem de forma diferente quando ovulam.
Darwin explica :
Ao longo de milhares de anos no meio do mato, os comportamentos humanos foram moldados para que fosse possível oferecer aos filhos duas coisas.
Uma era proteção. Para as mulheres, que investem muito mais em cada filho (afinal, gastam bem mais tempo para colocar um no mundo), sempre foi interessante estar perto de homens que cuidassem deles com carinho e bons recursos.
A outra era bons genes -típicos de homens dominantes, "alfa", ainda que eles não estivessem dispostos a cuidar dos filhos que espalhavam por aí. //(Fonte: R. MiotoFolha)//.

MOMENTOBRASILCOM.COM(Comentário):
Com a palavra os leitores. De ambos os sexos.

domingo, 11 de outubro de 2009

RELAX NO FERIADÃO!

R-E-F-L-I-T-A-M-O-S SEMPRE!

sábado, 10 de outubro de 2009

EM SINTONIA!

Tocandoem corações!

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

DE BRANCO, COM "BANHO de PIPOCAS" E "EM SAIA JUSTA"

Em visita a Salvador desde ontem, a ministra Dilma Rousseffsubiu hoje pela manhã a Colina Sagrada para assistir missa na Ireja do Bonfim. Na saída, vistida toda de branco como manda a 'tradição' dos baianos às sextas-feira, concedeu coletiva a imprensa e ficou em tremenda "saia justa" quando perguntamos em qual palanque iria subir durante a campanha eleitoral, e ela respondeu: "O ministro Gedel (PMDB) compõe a base do governo federal, o governador Wagner (PT) é amigo pessoal do Presidente. Portanto,todos sabem que temos estes dois compromissos aqui na Bahia. E quando perguntada qual o pedido feito (é praxe quem visita o Bonfim fazer um pedido),respondeu:"È segredo. Como diz o Presidente, segredo de fonte.












quinta-feira, 8 de outubro de 2009

INGREDIENTES PARA MAIS UM GOLPE.

Dilma descarta plano para neutralizar fiscalização do TCU sobre obras da Copa e Olimpíada :
A ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) negou nesta quinta-feira que o governo trabalhe nos bastidores para flexibilizar as auditorias do TCU (Tribunal de Contas da União) e liberar projetos do pré-sal, da Copa do Mundo de 2014 e da Olimpíada de 2016. "Eu queria esclarecer que na reunião do CDES [ Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social fez o uso da palavra e reclamou das obras que estão fazendo e estão suspensas. O que ocorreu foi que eles pediram que se criasse dentro do CDES um grupo de trabalho para discutir o procedi] um conjunto de empresários mento que levava a paralisação de obras. Não se falou em suspensão de auditorias, eu vi essa discussão e não há nada de flexibilizar regras de auditorias, não estamos falando em mexer na lei. Não estou falando em flexibilização de auditoria, não se falou isso", disse. A ministra voltou a minimizar o relatório de fiscalização do TCU que recomendou a paralisação de 41 obras do governo, sendo que 15 empreendimentos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) por causa de indícios de irregularidades graves. Segundo a ministra, esses "indícios" são extremamente frágeis. Dilma questionou os números do tribunal e sustentou que o governo verificou que desta lista, oito obras não apresentam os pontos questionados pelos técnicos do TCU. "O indício de irregularidade é uma coisa frágil, extremamente frágil. Quando chegam e falam para parar nós paramos, mas há o caminho do meio. Nós temos o nosso princípio de fiscalizar e se fiscalizamos e achamos, nós paramos. Agora, é preciso discutir essa questão da paralisação. O que estou mostrando é que das 15 obras da lista do TCU, oito não tem base. Tem que ter cuidado com isso. Só estou alertando, não to querendo polemizar a função fiscalizadora do TCU. [...] Para obra tem consequência, ninguém pode fingir que não sabe isso", disse. O parecer do TCU foi entregue ao Congresso na semana passada. Com o material, a Comissão Mista de Orçamento terá que decidir se haverá o bloqueio de recursos para essas obras na elaboração do Orçamento de 2010.As maiores irregularidadesidentificadasforamsobrepreço,superfaturamento, licitação irregular, falta de projeto executivo e problemas ambientais. O parecer elaborado pelo ministro Aroldo Cedraz aponta que 219 obras, que totalizam R$ 35,4 bilhões, foram fiscalizadas no local de execução --sendo que 99 eram do PAC e somam R$ 25 bilhões. As irregularidades foram encontradas em 41 obras, sendo que 13 são do PAC e representam 0,5% do total de 2.446 empreendimentos do programa --e somam R$ 7,38 bilhões. Em 2008, 153 obras foram analisadas pelo TCU e 48 foram incluídas no rol de obras com problemas graves e tiveram a paralisação recomendada. (Fonte:BOL)//.
MOMENTOBRASILCOM(Comentário):
Eis ingrediente necessário para mais um golpe. Qdo Governo dz que não fará tal coisa, pode-se espera o contrário. O Lula disse que não mexeria na poupança, e mexeu. (já assistimos a este filme). Retirou e reduziu o IPI, com alegação da crise mundial e continuamospagando a 'conta'. A restituição doIR, coninua 'presa' segundo o ministro, por falta de recursos para a liberação, mas, o mesmo não ocorreu parao empréstimo ao FMI .Durma-se com um barulho destes, e depois diga que passou uma noite tranquila.




MERECE CRÉDITO?

Governo diz que 53,6% do PAC foi realizado, incluindo recursos privados. O governo federal divulgou nesta quinta-feira balanço que mostra que 53,6% do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) foi executado, incluindo investimentos do setor privado. Segundo o balanço, foram executados investimentos de R$ 338,4 bilhões entre 2007 e 2009 --a previsão do governo é, até o final de 2010, chegar a R$ 635 bilhões. Do total gasto, as estatais foram responsáveis por R$ 107,1 bilhões. O setor privado gastou, neste período, R$ 83,6 bilhões. Já em recursos do Orçamento Geral da União foram R$ 28,2 bilhões. Foram gastos ainda R$ 113,8 bilhões em financiamentos a pessoas físicas e outros R$ 5,7 bilhões a pessoas jurídicas. É a primeira vez que o governo divulga os gastos do setor privado, que é responsável, por exemplo, pela concessão de grandes obras, como rodovias e as usinas de Jirau e Santo Antônio, no rio Madeira. 2009 -Segundo o balanço do PAC, o governo pagou 43,3% do total previsto no orçamento do programa para este ano até 30 de setembro. Foram R$ 9,5 bilhões, de um total de R$ 21,9 bilhões destinados ao programa no Orçamento Geral da União. O valor é 19% maior do que no mesmo período do ano passado. As obras concluídas do PAC segundo o governo, porém, chegam a 32,9% do programa .//(Fonte:FOLHA).//.
MOMENTOBRASILCOM.COM(Comentário):
Efetuar a divulgação de fatos e números é obrigação do Governo. Se é um programa de acerelação do crescimento do país, porque fazê-lo incluindo os gastos do setor privado? È clara a intenção de impressionar.Acontece que as divulgãções efetuadas pelo governo, caíram no descrédito popular. A nação vê com grande dose de cautela.Quando os amigos não são certos, um ôlho fechado e outro aberto.


A INTELIGÊNCIA DE UM MALUCO "BELEZA"!

ATENDENDO À PEDIDOS(Muitos fâs nossos), estamos repetindo esta postagem. A letra desta música retrata em palavras a personalidade de muita gente. Inclusive, a nossa.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

UM PRESIDENTE 'BRINCALHÃO"

O Brasil é um país com dimensões continentais. Como são tambem seus problemas e que datam de longo tempo. Alem da corrupção e os assaltos da classe política aos cofres da nação, o presidente Lula tem a desfarçatez de emprestar ao FMI, cerca de 10 milhões de dólares, tendo como garantia, bônus da instituição. Eis um dos motivos para a falta de : educação, saúde, segurança, transporte, habitação, empregos, saneamento básico etc. "Nunca antes na história deste país, houve" tanto desmando, desrespeito e voracidade da 'apropriação indébita' do erário público, com o consentimento da nação. Coo diz o 'velho deitado": 'cada poo tem o governo que merece'. O lôbo continua 'papando' a chapéuzinho.

domingo, 4 de outubro de 2009

NOS SUTERRÂNEOS DOS GOVERNOS.

DIÁRIO OFICIAL
LEI DE N° 3.359 DE 07/01/02 - DEPóSITOS ANTECIPADOS
COISA BOA, NINGUÉM FICA SABENDO!
FOI PUBLICADA NO DIÁRIO OFICIAL EM 09/01/02, A LEI DE N° 3.359 DE
07/01/02, QUE DISPõE:
Art.1° - Fica proibida a exigência de depósito de qualquer
natureza, para possibilitar internação de doentes em situação de
urgência e emergência, em hospitais da rede privada.
Art. 2° - Comprovada a exigência do depósito, o hospital será
obrigado a devolver em dobro o valor depositado ao responsável pela
internação.
Art. 3° - Ficam os hospitais da rede privada obrigados a dar
possibilidade de acesso aos usuários e a afixarem em local visível a
presente lei.
Art. 4° - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. ///.


A RESPOSTA DADA AO BRASIL!

De bôbo este não tem nada.

OS NOVOS SUBMARINOS DO BRASIL!

Corte no orçamento para compra dos submarinos.
Relator do orçamento para 2010 , deputado Geraldo Magela (PT-DF), defende o corte no orçamento, no valor de R$ 2,3 bilhões destinados à fabricação de submarinos.
Mesmo que haja o corte, os submarinos serão construídos com pequenas alterações. Veja:

MOTOQUEIROS X MOTORISTAS.

ACIDENTE COM MOTOQUEIROS-CUIDADO PRESTE ATENÇÃO!!!!!
ORIENTAÇÃO DAS CORRETORAS DE SEGUROS PARA MOTORISTAS DE VEICULOS -
* Atenção - Utilidade Pública - B.O. contra Motoqueiros
* MUITO IMPORTANTE:
* Sempre que estiver envolvido em um acidente de trânsito com um motoqueiro,
registre o BO (Boletim de Ocorrência), independente de culpa.
* Têm ocorrido fatos em que o motoqueiro é o culpado e tenta fazer um acordo
no local. Diz que está bem e não necessita de socorro médico, mas depois,
ele vai a um distrito policial, registra o BO e alega que o veículo fugiu
sem prestar socorro, cobrando, depois, na justiça, os dias que ficou sem
trabalhar (lucros cessantes), conserto da moto e etc...
* Na maioria dos casos, as testemunhas do motoqueiro são outros motoqueiros.
* Caso ele mova uma ação judicial, ele terá documentos oficiais e testemunhas
e você não terá defesa alguma.
* Isso é fato, pois está ocorrendo com freqüência, portanto não entre na
conversa do motoqueiro, que diz não ter acontecido nada.
* Houve um dos casos, a pessoa foi até a delegacia registrar BO, eis que quando
chega à delegacia... lá estavam os tais amigos do motoqueiro tentando
registrar BO de omisão de socorro , e o mesmo que tinha alegado no acidente que estava tudo bem , na delegacia ele estava todo enfaixado .
* ISTO É MUITO IMPORTANTE !!!

(QUEM NÃO FOR MOTORISTA, REPASSE AOS AMIGOS
WILSON
DIVISÃO TRANSPORTE
3201-3171
8498-1764 )








NO INTERIOR DO BRASIL

Pra quem não sabe a Fazenda Itamaraty foi adquirida pelo governo federal e hoje é um assentamento, agora imaginem o que vai acontecer quando a maioria das terras de fronteira virar território indígena
http://www.campogrande.news.com.br/
A PM (Polícia Militar) apreendeu 4,6 toneladas de maconha nas estradas do Assentamento Itamarati, em Ponta Porã, entre janeiro e 16 de setembro deste ano. Conforme o Mercosul News, os assentamentos Itamarati I e II têm quase 600 quilômetros de estradas que formam um verdadeiro labirinto difícil de ser fiscalizado e com várias alternativas de rotas de fuga. Conforme a polícia, essas características transformaram a região em entreposto para traficantes de todo o país. Até agora, a PM apreendeu 4.616 quilos de maconha, 104 esferas de haxixe, 200 gramas de cocaína, três veículos e três motos roubadas. A última apreensão aconteceu dia 16 de setembro, onde a PM apreendeu o veículo VW/Santana (placas JNH-8409), com 442 quilos de maconha. A rodovia MS-164, que corta o assentamento Itamarati, tem sido uma das principais rotas do tráfico de drogas e “transcabriteira” entre Brasil e o Paraguai, já que a BR-463 tem mais fiscalização policial. A rota de Ponta Porã até Campo Grande, passando pelo assentamento Itamarati, Vista Alegre, Maracaju e Sidrolândia, além de diminuir a distância em 65 quilômetros, conta com apenas um posto da Policia Rodoviária Estadual em Sidrolândia. Segurança - A Força Nacional de Segurança Pública está construindo uma base aérea região. No local, será erguida uma vila militar com cerca de 40 casas, enquanto a antiga sede da fazenda Itamarati será transformada em um centro latino-americano de formação e capacitação de policiais.

QUANDO SE TEM DOUTORADO!

O dissacarídeo de fórmula C12H22O11, obtido através da fervura e da evaporação de H2O do líquido resultante da prensagem do caule da gramínea. Saccharus officinarum, (Linneu, 1758) isento de qualquer outro tipo de processamento suplementar que elimine suas impurezas, quando apresentado sob a forma geométrica de sólidos de reduzidas dimensões e restasretilíneas, configurando pirâmides truncadas de base oblonga e pequena altura, uma vez submetido a um toque no órgão do paladar de quem se disponha a um teste organoléptico,impressiona favoravelmente as papilas gustativas, sugerindo
impressão sensorial equivalente provocada pelo mesmo dissacarídeo em estado
bruto, que ocorre no líquido nutritivo da alta viscosidade, produzindo nos
órgãos especiais existentes na Apis mellifera.(Linneu, 1758) No entanto, é
possível comprovar experimentalmente que esse dissacarídeo, no estado
físico-químico descrito e apresentado sob aquela forma geométrica, apresenta
considerável resistência a modificar apreciavelmente suas dimensões quando
submetido a tensões mecânicas de compressão ao longo do seu eixo em
conseqüência da pequena capacidade de deformação que lhe é peculiar.
QUANDO SE TEM MESTRADO :
A sacarose extraída da cana de açúcar, que ainda não tenha passado pelo
processo de purificação e refino, apresentando-se sob a forma de pequenos
sólidos tronco-piramidais de base retangular, impressiona agradavelmente o
paladar, lembrando a sensação provocada pela mesma sacarose produzida pelas
abelhas em um peculiar líquido espesso e nutritivo. Entretanto, não altera
suas dimensões lineares ou suas proporções quando submetida a uma tensão
axial em conseqüência da aplicação de compressões equivalentes e opostas.
QUANDO SE TEM GRADUAÇÃO :
O açúcar, quando ainda não submetido à refinação e, apresentando-se em
blocos sólidos de pequenas dimensões e forma tronco-piramidal, tem sabor
deleitável da secreção alimentar das abelhas; todavia não muda suas
proporções quando sujeito à compressão.
QUANDO SE TEM ENSINO MÉDIO:
Açúcar não refinado, sob a forma de pequenos blocos, tem o sabor agradável
do mel, porém não muda de forma quando pressionado.
QUANDO SE TEM ENSINO FUNDAMENTAL :
Açúcar mascavo em tijolinhos tem o sabor adocicado, mas não é macio ou
flexível
QUANDO PRESIDENTE TUPINIQUINS:
Rapadura é doce, mas não é mole, não!

PURA REALIDADE!

Assistam e tirem as conclusões.

sábado, 3 de outubro de 2009

BAHIA e BRASIL: GRANDES BALCÕES DE NEGÓCIOS.

È tremendamente lamentável que o governo do PT em níveis federal e estadual(BA), transformem suas administrações em verdadeiros balcões de negócios. O povo soteropolitano (Salvador) principalmente, está há muito tempo "vendo navios" no tocante à saúde pública, com vidas sendo ceifadas por falta de leitos e a segurança pública ineficaz, com a bandidagem tomando literalmente conta da cidade, deitando e rolando. Brincando de pega-pega ou gato & rato com a polícia, ônibus sendo queimados e assaltos a qualquer hora do dia, mortes acontecendo ao bel prazer dos marginais e o governador e demais "otoridades" sem tomarem as devidas providências e iludindo a população com ações de 'faz de contas'. Fatos totalmente absurdos ocorrem na primeira capital e atualmente a terceira do país em população. Enquanto não houver vontade política, o Brasil será sempre o país do "amanhã". Nossos governantes, estão muito mais preocupados com seus interesses pessoais e as negociações para tal. Verdadeiro "Balcão de Negócios". Triste Brasil e Bahia.