segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

FARINHA POUCA, MEU PIRÃO PRIMEIRO!

Temer critica Lula por sugestão de lista tríplice do PMDB para vice de Dilma:
Peemedebista mais cotado para ocupar o posto de vice na provável chapa presidencial encabeçada por Dilma Rousseff em 2010, o presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer, criticou neste domingo (13) a sugestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de que o PMDB deveria fazer uma lista com três nomes aptos para acompanhar a petista. Lula fez a sugestão em entrevista a rádios do Maranhão na mesma semana em que Temer apareceu ligado a investigações da Polícia Federal e em que o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, recém-filiado ao PMDB, teve seu nome exaltado por empresários que o querem na chapa presidencial da ministra-chefe da Casa Civil. Até o ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, foi citado entre os nomes peemedebistas. "Não foi uma fala feliz. Nós jamais iríamos dizer o que o PT deve fazer ou não fazer. O PMDB é que tem que decidir", disse Temer a jornalistas depois de votar nas eleições internas que definiram o comando da sigla em São Paulo. "Não me manifestei porque todo mundo diz que eu posso ser candidato a vice (na chapa de Dilma). Eu jamais falei. O presidente Lula um dia me disse que eu deveria ser o vice. Eu respondi: 'Presidente, vamos fechar a aliança e verificar qual o nome que melhor soma para a candidata'. Muitos setores do governo, do PT e do PMDB dizem que o nome ideal é o meu. Vou examinar isso lá no futuro." Mais cedo, antes do anúncio da vitória de Orestes Quércia na disputa interna com o deputado Francisco Rossi, Temer disse a seus correligionários que apoiaria uma eventual candidatura do PMDB à Presidência da República. O governado do Paraná, Roberto Requião, se diz disposto a concorrer. Temer participará da Executiva do PMDB em São Paulo, depois de ser eleito na chapa de Quércia. Membros do partido cogitaram nas últimas semanas que ele se aliaria a Rossi - cuja candidatura foi estimulada por setores do PT -, uma vez que o ex-governador é aliado do presidenciável e governador de São Paulo, José Serra. Um interlocutor do presidente da Câmara disse ao UOL Notícias que o movimento serve tanto para deixar Quércia mais próximo e evitar ataques pesados a Dilma nas eleições de 2010 como para garantir nova eleição de Temer para o cargo que ocupa hoje na legislatura que começa em 2011 caso busque apenas a reeleição como parlamentar.//(Fonte:BOL)//.

MOMENTOBRASILCOM.COM(Comentário):
O poder fascina.Invariavelmente quem o 'prova' quer sempre mais. A briga pela vice-presidência é muito mais acirrada no momento. Todos os partidos aliados ao governo, querem uma lasquinha a mais. As preferências do Lula, começam a se mostrar nas entrelinhas: Henrique Meirelles em primeira instância, e Edison Lobão, o afilhado do Sarney. Com a vaidade aumentando dia a dia, Lula irá ao delírio se conseguir indicar candidata e vice.




Um comentário:

angela disse...

ele vai precisar de muita habilidade pra lidar com essa turma do PMDB, são velhas raposas.