quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

ASSASSINATOS DENTRO DA LEI!

Senado aprova suspensão do tratamento de pacientes terminais:
A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado aprovou nesta quarta-feira projeto que permite a ortotanásia --suspensão de tratamentos e procedimentos que prolonguem a vida de pacientes terminais e sem chances de cura. O projeto prevê, porém, que o procedimento só seja autorizado se for atestado por dois médicos, além de ter o consentimento do paciente, cônjuge ou um parente direto. Como o projeto tramita em caráter terminativo, segue para a votação na Câmara sem a necessidade de passar pelo plenário do Senado. A proposta permite a retirada de equipamentos ou remédios que prolonguem a vida de pacientes terminais. A ortotanásia difere da eutanásia porque, no segundo caso, são adotadas medidas para acelerar a morte do paciente ao seu pedido. No caso da ortotanásia, a sobrevivência do paciente deixa de ser mantida por meios artificiais e a morte se dá de forma natural. Atualmente, o Código Penal brasileiro considera as duas práticas como crime. O relator do projeto, senador Augusto Botelho (PT-RR), explicou que a prática da ortotanásia deixará de ser classificada como crime se o Senado e, posteriormente, a Câmara, aprovar o projeto. Para o senador Romeu Tuma (PTB-SP), o projeto vem legalizar "algo que vem acontecendo há muito tempo, mas que é considerado passível de abertura de processo por homicídio". Em 2006, o Conselho Federal de Medicina editou resolução que autorizava os médicos a suspender tratamentos e procedimentos que prolongassem a vida de pacientes terminais e sem chances de cura --desde que a família ou o paciente concordassem com a decisão. Um ano depois, a Justiça Federal suspendeu a resolução por considerar que a ortotanásia, assim como a eutanásia, caracterizava crime.(Fonte:Gabriela Guerreiro/Folha).
MOMENTOBRASILCOM(Comenta):
È lastimável e lamentável a forma como políticos e governantes deste país legislam ao bel-prazer e tentam empurrar goela abaixo da nação o acerto das medidas, valendo-se da prática de confundir o entendimento popular. Eutanásia e ortotanásia são caminhos paralelos que levam ao mesmo objetivo: assassinato. Ninguem tem o direito de tirar a vida de ninguem. Nem mesmo a própria pessoa. Afinal de contas o 'dom da vida' é dado por DEUS. Somente o "CRIADOR' de tudo, decide. Gravem o nome destes políticos e votem em 2010. Contribuam para que aberrações deste nível , façam parte das leis nacionais. Com certeza nossos familiares sofrerão as consequências produzidas por mentes doentias. São políticos totalmente desequilibrados. Deveriam estar internados em manicômios.

2 comentários:

angela disse...

Ficar ligado a respiradouro artificial não é vida natural, mas sei que muitas doenças cronicas permitem uma sobrevida grande e com qualidade.Entrewtanto não tenho confiança que essas praticas não viriam para diminuir despesas e ai Deus nos acuda.

TRIBUNA-BRASIL.COM disse...

ih! Roy,agora o bicho vai pegar de vez.Estão legalizando assassinatos usando os "Guardas-pó brancos'. (O INDIGNADO)