sábado, 15 de agosto de 2009

RAZÃO & POLITICAGEM.

Líder do MST diz que melhor solução para o Senado é a extinção .
"A crise do Senado é o espelho mais verdadeiro possível da forma como a classe dominante brasileira trata os bens públicos e a democracia. Eles são o espelho disso. Eles tratam as coisas públicas como se fossem propriedade privada e tratam a opinião pública com escárnio. Por isso, eu acho que a melhor solução para o Senado é aquela que a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) já está defendendo, que na próxima Constituinte nós eliminemos o Senado da sociedade brasileira. Nossa sociedade não precisa do Senado. Basta uma Câmara dos Deputados. E ainda mais representativa, com, em vez de 500 deputados, mil. Na Câmara também tem que haver uma proporcionalidade [de deputados] mais adequada. O voto daquele que mora no Acre ou no Amazonas vale 20 vezes mais do que o voto de um cara que vota em São Paulo. Isso é uma distorção na democracia, na qual cada pessoa representa um voto. E essas questões que envolvem a federação dos Estados poderiam ser resolvidas em um conselho da República, que não precisasse de tanto dinheiro. Quem pode imaginar que o Senado gasta hoje R$ 2 bilhões por ano? Isso não tem necessidade nenhuma. Porém, mais do que isso, é preciso fortalecer outros mecanismos da democracia brasileira, que certamente não passam pelo Senado" (João Pedro Stédile(foto)/Lider do MST).//.(Fonte:BOL).//.
MOMENTOBRASILCOM.COM(Comentário):
O Stédile, mesmo sendo politiqueiro, não deixa de ter certa razão. Podemos notar nesta entrevista, uma ponta de mágoa e certo revanchismo, com o petista Lula. Meu passarinho de 'orelha', contou-me que, existe uma semelhança com a denúncia do Jeferson. Ou seja: não ganharam a grana prometida. E quando isto acontece, 'bicos são abertos!"

Um comentário:

angela disse...

Vai saber o que se passa....
abraços