quinta-feira, 16 de julho de 2009

E AGORA, JOSÉ?

Para os 'inteligentes' políticos brasileiros, somente o ato de mentir é passível de cassação. E isto conteceu o com o super Zè Dirceu e o deputado Roberto Jefferson, quando comprovou-se as falsas declarações. O senador e presidente do Congresso Nacional, além de afirmar que viajou com despesas pagas por determinado empresário(o que é altamente imoral), e, que por sí só, já merece punição. Mentiu descaradamente ao afirmar que não tinha nenhuma ingestão na administrção da fundação que leva o seu nome. Ontem foi publicada pela imprensa, foto onde o todo poderoso tambem do Maranhão, aparece assinando como seu presidente vitalício o contrato com a Petrobrás, utilizando-se da Lei Rouanet (incentivo a cultura/artistas). Contra fatos, não há argumentos. Portanto a pena é cassação imediata. E sem apelação. Esperamos que STF, na pessoa do seu presidente e demais membros, façam cumprir o que determina a lei e a Constituição Federal o quanto antes, sôb pena de desmoralização ante a opinião pública. E que não nos venham com substituto similar e o famoso 'jeitinho brasileiro!. Queremos a justa aplicação da lei , e sobretudo, respeito!

Nenhum comentário: