sexta-feira, 26 de junho de 2009

DIRETOR-GERAL OU ESPIÃO?

Uma sala secreta no andar abaixo da diretoria-geral do senado usada pelo ex-diretor Agaciel Maia mostra seu poder durante o tempo em que ficou no cargo. Uma escada escondida atrás de uma porta dentro do próprio gabinete permitia o acesso. Da mesma forma que as grandes decisões do congresso nacional são tomadas nas salas das diversas comissões, o ex-diretor utilizava o seu 'módus-operandis'. Como diz o velho ditado: "ladrão que rouba ladrão... ficam milionários juntos. Ficamos a nos perguntar:quantas outras salas secretas existem nos gabinetes políticos? A corrupção no Brasil iguala-se a um abismo sem fundo. E a classe política ainda pensa em eleições em 2010. E o que é pior: em reeleger-se. Pra frente, Brasil, que Brás ainda é o tesoureiro e todo mundo leva o 'seu'.

Nenhum comentário: