terça-feira, 28 de abril de 2009

... E VAMOS ÀS COMPRAS!

Não estamos em outubro, mês em que se comemora o Dia das Crianças, mas a Câmara dos Deputados resolveu alegrar a meninada que freqüenta a Casa por meio do projeto Plenarinho. Isso porque o órgão empenhou (reservou em orçamento) R$ 20,8 mil para a compra de 14 fantasias e cabeças de boneco para personagens do Plenarinho. Cada um dos sete personagens – Zé Plenarinho, Cida, Adão, Xereta, Vital, Edu Coruja e Légis – ganhou os itens. O projeto Plenarinho é o canal de interação entre a Câmara e o universo infantil, composto de crianças de 7 a 12 anos, pais, professores e educadores. Por meio de uma linguagem acessível, o portal informa sobre o Poder Legislativo, elaboração de leis e atuação parlamentar, política, democracia e organização do Estado. A turma do Plenarinho é composta por sete personagens e foi criada para facilitar a identificação com o público infantil. O órgão também demonstrou preocupação com a segurança de seus arquivos e materiais; reservou R$ 21,1 mil para a compra de 50 armários de aço com portas verticais de correr, fechadura com chave e travamento em uma das portas. Além disso, presenteou parte dos imóveis funcionais dos deputados com o comprometimento de R$ 9,7 mil para pagar o “fornecimento e aplicação de 492 m² de sinteco de primeira qualidade no mínimo de cinco demãos, sobre tacos ou tábua corrida”. Uma maravilha! E para não deixar sujeira, empenhou R$ 1 mil para pagar serviços de lavagem de mobiliário nos imóveis. Já o Senado Federal preferiu flores. O órgão reservou R$ 3 mil para a compra de cinco arranjos com orquídeas brancas em uma coluna de 1,5 metros de altura e uma jardineira de 1,6 metros de largura por 60 centímetros de altura. Um espetáculo também! A Casa também comprometeu R$ 16,8 mil para a compra de um “forno combinado elétrico, com capacidade para 12 GN´S”. Resumindo a sigla esquisita: um belo equipamento!O Senado ainda garantiu recursos para as refeições realizadas na residência oficial do órgão, hoje ocupada por Michel Temer. A instituição empenhou R$ 16,4 mil para pagar o “fornecimento de gêneros alimentícios destinados a residência oficial do Senado, durante o período de 60 dias consecutivos”, sendo que R$ 10 mil foram empenhados para um açougue e derivados de alimentos e bebidas.
Já o Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao contrário da Câmara, mostrou interesse em crianças mais novas do que as de 7 a 12 anos beneficiadas com o projeto Plenarinho. O tribunal reservou R$ 1,2 mil para a compra de 10 “cadeiras para refeição de bebês com 18kg; assento, encosto e laterais coloridos e acolchoados em plástico laminado; bandeja e apoio para os pés; cinto de segurança de 5 pontos”. A compra foi feita para atender a seção de assistência médica do órgão. E viva os bebês!Por fim, claro, a Presidência da República, que não poderia deixar de marcar presença no nosso “Carrinho de Compras” deste domingo. O órgão comprometeu R$ 15,4 mil para pagar manutenção em 17 celulares. E mais, a PR empenhou R$ 1,1 milhão para “obras civis de edificações prediais, execução de reforma de sala cofre visando sua ampliação e preservando as características de desempenho atuais, mantendo a proteção de informações e sistemas críticos de Tecnologia da Informação a fim de complementar a infra-estrutura de alta disponibilidade do centro de dados da Presidência da República”. É a Presidência de olho em sua segurança...*Todo fim de semana o Contas Abertas publica a coluna "Carrinho de Compras", que traz reservas de recursos em orçamento realizadas por órgãos da União para pagamento de despesas curiosas. Vale ressaltar que, a princípio, não existe nenhuma ilegalidade nem irregularidade neste tipo de gasto feito pela União e que o eventual cancelamento de tais empenhos certamente não ajudaria, por exemplo, na manutenção do superávit do governo ou em uma redução significativa de despesas. A intenção de publicar essas aquisições é popularizar a discussão em torno dos gastos públicos junto ao cidadão comum, no intuito de aumentar a transparência e o controle social, além de mostrar que a Administração Pública também possui, além de contas complexas, despesas curiosas.
http://contasabertas.uol.com.br/noticias/detalhes_noticias.asp?auto=2652(Leandro /(KleberDo Contas Abertas)(Colab. Cida Fraga)

Nenhum comentário: